3. Sobre a integração com o Bacharelado em TI (BTI)

Programa de Pós-Graduação em Bioinformática (PPg-Bioinfo)

3. Proposta de integração do PPg-Bioinfo com o bacharelado em TI (BTI) do IMD.

A área de conhecimento Bioinformática no BTI

A formação na área de conhecimento em bioinformática tem como objetivo preparar os alunos de TI para ingressar no mercado de trabalho ou inovar na área de processamento de dados biológicos, ou seguir em uma pós-graduação em bioinformática. A expectativa é que os alunos obtenham um conhecimento amplo e horizontal a respeito das diferentes áreas da bioinformática e que realizem um treinamento focado e verticalizado em alguma das linhas de pesquisa compreendidas pelo PPg-Bioinfo, mesclando conhecimento teórico e experiência prática em pesquisa.

Os alunos que cursarem um currículo mínimo de formação, determinado em conjunto pelo IMD e pelo PPg-Bioinfo, receberão um certificado de estudos na área de bioinformática.

Desta forma, o programa de disciplinas compreenderá:

  • Um núcleo comum de disciplinas básicas, sendo todas obrigatórias para todos os estudantes para obtenção da certificação.
  • Um núcleo comum de disciplinas instrumentais básicas e avançadas, optativas.
  • Um núcleo específico de cada linha de pesquisa de disciplinas básicas, sendo pelo menos uma disciplina obrigatória para obtenção de certificação.
  • Uma disciplina de projeto em bioinformática, obrigatórias para todos os estudantes para obtenção da certificação.

Para a obtenção da certificação em Bioinformática o aluno deverá cursar pelo menos 510 horas de disciplinas, das quais deve-se incluir: as duas disciplinas comuns básicas mais Seminários em Bioinformática, pelo menos uma disciplina específica, a disciplina de Projetos em Bioinformática e mais quatro disciplinas entre as específicas e as optativas.

A estrutura está esquematizada de forma geral na Figura 1.

**Figura 1:** A proposta atual para a estrutura da área de conhecimento *Bioinformática* no BTI do IMD

Proposta de atuação do PPg-Bioinfo

Contextualização

De forma semelhante a área de conhecimento em Bioinformática do BTI, o PPg-Bioinfo do IMD também foi instituído com o objetivo de preencher uma demanda cada vez maior de pesquisadores e profissionais, assim como para a disseminação do conhecimento da área no ensino de graduação e pós-graduação. Mesmo com objetivos similares, há ainda uma necessidade de diminuir o espaço entre esses níveis de formação.

A integração entre discentes de pós-graduação e graduação já é um dos objetivos das atividades de assistência a docência da UFRN (Resolução N^o 063/2010-CONSEPE). No entanto, devido a particularidades da área de bioinformática, o treinamento no ensino precisa ser intensificado por ações mais práticas, norteadas por perguntas científicas e pelos atuais desafios que os pesquisadores e profissionais da área enfrentam no cotidiano.
Isso será de fundamental importância para elevar o nível de interesse dos alunos do BTI e fomentar o trabalho multidisciplinar e em equipe, típicos da área de bioinformática.

Uma sólida e bem acompanhada formação em Bioinformática no BTI contribuirá fortemente com um maior interesse dos egressos por esta área científica. Este fato é particularmente importante, pois há um contexto institucional de formação continuada de pesquisadores nesta área. A melhoria na formação básica passa por uma maior aproximação entre a pós-graduação e a graduação. A participação mais ativa dos docentes e discentes de Pós-graduação neste processo é certamente um primeiro passo para formar profissionais e cientistas mais capacitados, contribuindo para todo um ciclo de formação, que culminará também na melhoria do conceito do PPg-Bioinfo.

Objetivos

Geral

Proporcionar uma integração mais profunda entre a formação na área de bioinformática do BTI e o Programa de Pós-graduação em Bioinformática, com ativa participação dos docentes e discentes.

Específicos

  • Realizar atividades integradas envolvendo as disciplinas da ênfase e do PPg-Bioinfo.
  • Acompanhar de forma mais ativa os alunos que irão seguir a área de formação em Bioinformática do BTI, inserindo-os em um contexto de utilização da pesquisa científica como forma de ensino.
  • Melhorar a formação de bioinformática do BTI por meio de ações práticas vinculadas aos desafios contemporâneos da pesquisa científica e da atuação profissional dessa área.
  • Preparar melhor os alunos do BTI para seguir pós-graduação ou atuarem em atividades profissionais ligadas a bioinformática.
  • Envolver as atividades de assistência a docência por parte dos discentes do PPg-Bioinfo, expandindo-as também para atividades de co-orientação em projetos de pesquisa e treinamento profissional.
  • Fortalecer o treinamento dos discentes do PPg-Bioinfo para o ensino de Bioinformática e estimulando-os para criação de metodologias inovadoras de aprendizado.

Estratégias de ação

Realização de atividades integradas

As atividades integradas começarão com uma unificação das disciplinas de seminários em Bioinformática do PPg-Bioinfo e da ênfase em Bioinformática do BTI. Docentes e discentes do PPg-Bioinfo, durante a disciplina, irão ministrar palestras e seminários sobre assuntos relacionados às diferentes linhas de pesquisa da área.

As atividades de assistência a docência são muito focadas no ensino e acompanhamento da aprendizagem em sala de aula. Atividades de co-orientação e supervisão em estágio de iniciação científica ainda são pouco contempladas, mesmo que esta co-orientação já exista de fato em muitos laboratórios e grupos de pesquisa. No final da formação na área de conhecimento, os alunos do BTI farão a disciplina/atividade de Projeto em Bioinformática. Nesta atividade, obrigatória a obtenção do certificado, os discentes terão de trabalhar na elaboração de um projeto de pesquisa na área de bioinformática, com resultados preliminares, ou no desenvolvimento de produtos e processos.

Pretende-se aqui que os discentes do BTI escolham um dos docentes como orientadores da atividade e, opcionalmente, um dos discentes do PPg-Bioinfo para a figura de um co-orientador. O docente do PPg-Bioinfo será responsável pela supervisão das atividades de co-orientação do projeto por parte do aluno de mestrado ou doutorado. No final do semestre letivo, o discente do BTI irá apresentar os resultados obtidos ou o projeto de pesquisa no Workshop do Programa de Pós-graduação de Bioinformática. Tal evento, teria um dia específico para a apresentação e discussão dos projetos dos discentes do BTI, com a presença de todos e de pesquisadores convidados de outras instituições.

Fortalecimento das atividades de assistência a docência

Os alunos do PPg-Bioinfo seriam direcionados para realizar estágio em docência em disciplinas do BTI, de forma a treinar estratégias e metodologias de ensino a partir do conhecimento aprendido e desenvolvido durante a pós-graduação. O estágio em docência iria ser expandido também, em alguns casos, para atividades de co-orientação para o desenvolvimento do projeto por parte dos discentes do BTI.

*Atividades de Formação continuada

Os alunos do BTI, ou de outros cursos de graduação da UFRN, que obtivessem o certificado de estudos da área de Bioinformática do BTI, caso aprovados no processo seletivo de mestrado até um ano depois da conclusão do curso, iriam obter os créditos da disciplina de Fundamentos em Bioinformática do PPg-Bioinfo. Um dos objetivos desta disciplina é proporcionar um nivelamento de conteúdos nas áreas de ciência da computação e biológicas para o início do curso de pós-graduação. Como tais discentes já passaram por este nivelamento durante a certificação, os créditos já seriam concedidos no início do curso. Assim, os alunos passariam mais tempo se dedicando tanto as disciplinas com conteúdos mais aprofundados do PPg-Bioinfo, como aos seus projetos de dissertação/t
ese.

Certificação em Bioinformática

Chancela do PPg-Bioinfo.

 
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao