Banca de DEFESA: LUCAS ABRANTES BATISTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCAS ABRANTES BATISTA
DATA : 28/02/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Virtual https://meet.google.com/kxz-jucr-mdt
TÍTULO:

Infecção natural por tripanossomatídeos em diferentes espécies de animais em municípios do estado do Rio Grande do Norte.


PALAVRAS-CHAVES:

Trypanosoma cruzi; Leishmania infantum; kDNA; 18S; Animais domesticados


PÁGINAS: 68
RESUMO:

Os tripanossomatídeos são protozoários uniflagelados do subgrupo Kinetoplastea que agrupam os gêneros Trypanosoma e Leishmania, no qual várias espécies patogênicas desenvolveram mecanismos únicos para regular seus ciclos de vida e se adaptar a uma variedade de hospedeiros. O presente estudo teve como objetivo identificar a infecção natural por Trypanosoma cruzi e Leishmania spp. em diferentes espécies de animais do estado Rio Grande do Norte, Brasil. As amostras de sangue total foram coletadas de 206 animais de 3 mesorregiões do estado de zona rural e outras quatro de aspirado de medula óssea e linfonodo de cães de zona urbana foram utilizadas no estudo. O DNA extraído das amostras com fenol-clorofórmio foi submetido a três ensaios de PCR com diferentes marcadores moleculares: 18S (SSU) rRNA que detecta Trypanosoma spp. e Leishmania spp., kDNA para detecção do T. cruzi e HSP70 para detecçao de Leishmania spp. O DNA dos tripanossomatídeos amplificados pela PCR do 18S foi detectada em 78,1% (164/210) das amostras, com maior distribuiçao de amostras positivas em diferentes espécies de animais foi observada na mesorregião Oeste e os maiores percentuais de positividade foram observados em Equus caballus com 85,7% (12/14), Bos taurus com 83,3% (5/6) e Ovis aries com 82,0% (50/61). A amplificação do kDNA do T. cruzi foi observado em 47,1% (97/206) das amostras de sangue total dos animais estudados, sendo observada a maior distribuiçao de amostras positivas em diferentes espécies de animais na mesorregião Oeste, no qual Equus caballus e Canis familiaris foram as espécies de animais com maior percentual de amostras positivas com 57,1% (8/14) e 52,4%(54/103), respectivamente. A PCR da HSP70 da Leishmania spp. amplificou DNA em 100% das amostras de cultura de cães de zona urbana e não foi observada em amostras de sangue total da zona rural. Amostras positivas nas PCRs 18S e kDNA foram comparadas, sendo observada positividade de amostras em todas as ordens de animais com destaque para Canis familiaris (43/106), Equus caballus (6/14) e Bos taurus (3/6). Os DNAs amplificados do 18S e que resultaram em eletroferogramas de excelente qualidade foram de quatro amostras, todos obtidos de cães. Estas sequências foram comparadas com sequencias de referencia,que revelaram um DNA do T. cruzi e três de L. infantum. Estes resultados revelaram elevado número e diversidade de animais domesticados infectados reforçando a importância de conhecer melhor os ciclos de manutenção dos parasitos próximos as moradias humanas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AMANDA SILVA DOS SANTOS ALIANÇA - Ceuma
Presidente - 1218940 - ANTONIA CLAUDIA JACOME DA CAMARA
Externo ao Programa - 1046091 - JOAO FIRMINO RODRIGUES NETO - null
Notícia cadastrada em: 08/02/2023 16:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao