Banca de DEFESA: ANA BEATRIZ LOURENCO DE ASSIS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA BEATRIZ LOURENCO DE ASSIS
DATA : 27/04/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Remoto
TÍTULO:
  1. Uso da modelagem ecológica para predição da distribuição geográfica potencial de espécies da família Calliphoridae de importância forense na região Nordeste do Brasil.

PALAVRAS-CHAVES:

Calliphoridae, Entomologia Forense, Modelagem Ecológica, Nordeste.


PÁGINAS: 37
RESUMO:

1.      A entomologia forense é a ciência que estuda os insetos e outros artrópodes relacionados a questões de âmbito jurídico legal. O uso desses animais como evidências de crime é datado na literatura desde o século XIII e atualmente vêm ganhando força no meio acadêmico e como componente auxiliar nas investigações criminais em diversas partes do mundo. No Brasil, as pesquisas entomológicas voltadas para a área forense tem sido cada vez mais frequentes, mas a consolidação da entomologia forense no país ainda depende da interação entre a produção acadêmica e a demanda e realidade da polícia judiciária. O Brasil é um dos países com uma das maiores diversidades do mundo e isso vai ser refletido na fauna cadavérica, e, em conjunto com as peculiaridades dos biomas nacionais, urge a necessidade de estudos entomológicos regionais. A formação de um banco de dados e a estimativa de distribuição potencial de espécies pode gerar importante informações para a entomologia forense, principalmente em casos de deslocamento de cadáver, dados para IPM, além de auxiliar pesquisas de levantamento de fauna e identificação de espécies. O principal objetivo deste trabalho é: determinar a potencial distribuição de espécies de moscas da família Calliphoridae de interesse forense na região Nordeste do Brasil e criação de um banco de dados sobre coleta de moscas Calliphoridae. Para o estudo foi feito um levantamento bibliográfico nos portais de periódicos nacionais e internacionais e obtidos dados de coleta e distribuição das moscas, usados para gerar um banco de dados. Para a modelagem ecológica, foram utilizados os softwares ArcGis e MaxEnt, que utilizam conjuntos de variáveis ambientais e dados geográficos para gerar os modelos. As analises mostraram que Chrysomya albiceps e Chrysomya megacephala foram as espécies mais coletadas no Nordeste, sendo Pernambuco o Estado detentor de maior parte dos registros de animais e trabalhos voltados para a área. Essa pesquisa sintetizará informações de caráter biológico, taxonômico e ecológico que pode auxiliar pesquisas futuras e aplicação da entomologia forense no âmbito judiciário.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1879211 - BRUNO CAVALCANTE BELLINI
Externa à Instituição - JÉSSICA TEIXEIRA JALES
Presidente - 1715271 - RENATA ANTONACI GAMA
Notícia cadastrada em: 07/04/2022 22:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao