Banca de QUALIFICAÇÃO: NATHAN RAVI MEDEIROS HONORATO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NATHAN RAVI MEDEIROS HONORATO
DATA : 11/11/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala Aroeira
TÍTULO:

Avaliação de aspectos ecológicos de triatomíneos e distribuição de dtus do Trypanosoma Cruzi isolado de vetores capturados em diferentes mesorregiões do Rio Grande do Norte, Brasil


PALAVRAS-CHAVES:

Triatoma brasiliensis. Peridomicílio. Trypanosoma cruzi. Discrete Typing Units. Infecção mista.


PÁGINAS: 72
RESUMO:

Este trabalho avaliou aspectos ecológicos de triatomíneos e a distribuição das unidades distintas de tipagem (DTUs, do inglês Discrete Typing Units) do Trypanosoma cruzi isolados de vetores em diferentes mesorregiões do Estado do Rio Grande do Norte (RN). As capturas de triatomíneos foram realizadas em áreas rurais em 20 municípios no período de 2015 a 2019. Desta forma, foram avaliadas as espécies mais capturadas, bem como os índices de infestação, colonização e infecção natural. E os parasitos isolados foram caracterizados molecularmente em DTUs com diferentes marcadores. A infestação foi observada em 6,3% dos intradomicílios e em 14,2% dos peridomicílios pesquisados. A presença de ninfas no peridomicílio foi observada em 95,7% (45/47) das unidades domiciliares infestadas, indicando colonização neste ambiente. Um total de 1.016 triatomíneos foram capturados em ambientes antrópicos e silvestres, sendo o Triatoma brasiliensis a espécie mais encontrada, seguida de Triatoma pseudomaculata (15,8%), Panstrogylus lutzi (0,5%), Rhodnius nasutus (0,1%) e Triatoma sp. (0,1%). O T. brasiliensis foi a única espécie encontrada nos três ambientes, e também a que foi capaz de infestar a maior variedade de ecótopos infestados. A infecção natural pelo T. cruzi foi detectada em 82 espécimes de triatomíneos, sendo T. brasiliensis a espécie com maior número de exemplares (94,0%). A DTU I foi identificada infectando T. brasiliensis nas três mesorregiões estudadas, e T. pseudomaculata, na mesorregião Oeste. A DTU II foi encontrada em T. brasiliensis apenas na mesorregião Central tanto no peridomicílio quanto em ambiente silvestre. Infecções mistas com TcI e TcII também foram observadas em T. brasiliensis a mesorregião Central. A DTU III foi detectada tanto em P. lutzi capturados no ambiente silvestres quando em T. brasiliensis encontrado no peridomicílio, em municípios das mesorregiões Central e Agreste, respectivamente. Estes resultados mostram que o T. brasiliensis continua sendo a espécie com maior importância epidemiológica  no semiárido do RN, devido à ampla distribuição geográfica, alto grau de adaptação aos diferentes ambientes e ecótopos, elevado índice de infecção natural pelo T. cruzi e a diversidade de DTUs que pode abrigar, e reforçam a necessidade de vigilância entomológica contínua no estado, a fim de impedir o contato desta espécie com os seres humanos e animais domésticos. Além disso, nossos dados reforçam a presença de três DTUs no estado e evidenciando a prensença de TcI, TcII e TcIII, com ampla distribuição geográfica de TcI. A presença de espécimes de T. brasiliensis no peridomicílio, infectados com TcI, TcII e TcIII, sugerem que esta espécie pode estar sendo a responsável por introduzir diferentes DTUs no ciclo de transmissão peridomicíliar no RN. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1218940 - ANTONIA CLAUDIA JACOME DA CAMARA
Interno - 1752367 - PAULO MARCOS DA MATTA GUEDES
Interno - 067.948.304-77 - TACIANO DE MOURA BARBOSA - UFRN
Notícia cadastrada em: 23/10/2019 12:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao