Banca de QUALIFICAÇÃO: LEANDRO GURGEL DE MEDEIROS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LEANDRO GURGEL DE MEDEIROS
DATA : 29/12/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Museu de Ciências Morfológicas
TÍTULO:

PESQUISA DOS VÍRUS DENGUE EM CULICÍDEOS NO MUNICÍPIO DE NATAL, RIO GRANDE DO NORTE, 2016


PALAVRAS-CHAVES:

Vírus Dengue; Culicídeos; Natal


PÁGINAS: 116
RESUMO:

A dengue é uma doença complexa e multifatorial, encontrada em todo o mundo, com incidência global de 50 a 100 milhões de casos por ano. É transmitida aos humanos por mosquitos fêmeas do gênero Aedes. As espécies Aedes aegypti e Aedes albopictus são consideradas os principais vetores da dengue. Os agentes etiológicos, os vírus dengue (DENV), são classificados como Arbovírus - sigla derivada do inglês Artrophod-Borne Vírus - por serem vírus mantidos na natureza, através da transmissão biológica de artrópodes hematófagos para hospedeiros vertebrados suscetíveis, ou de hospedeiro artrópode a hospedeiro artrópode, através da via transovariana. Esse trabalho teve como objetivo pesquisar os vírus dengue em Culicídeos no município de Natal-RN, Brasil, no período de janeiro a novembro de 2016 em fêmeas de mosquitos das espécies Aedes aegypti, Aedes albopictus, Culex quinquefasciatus, Wyeomyia sp., Ochlerotatus scapularis e Haemagogus leucocelaenus. Um total de 137 pools, submetidos a técnica de detecção do genoma dos vírus dengue, 19,70% (27/137) foram positivos para os DENV. Foi visto que os distritos oeste e norte tiveram a maior incidência de pools coletados e positivos. Nos pools positivos, foi constatada a presença de dois dos quatro sorotipos de dengue: DENV-1 e DENV-3. Houve o predomínio do DENV-1, observado em 92,60% (25/27) dos pools positivos; enquanto que apenas 7,40% dos pools foram positivos para DENV-3 (2/27). Também foi notado que os meses de fevereiro e abril foram aqueles que tiveram um maior número de pools positivos, 44,44% (12/27) e 44,44% (12/27), respectivamente, em relação ao total de pools positivos. E, em relação a quantidade total de mosquitos de todas as espécies do estudo, 58,90% (486/825) foram Aedes aegypti em 72 pools coletados para essa espécie, principal transmissora dos DENV. Essas informações possibilitaram o reconhecimento de áreas prioritárias para a realização de ações de controle da dengue no Município de Natal.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 348473 - JOSE VERISSIMO FERNANDES
Presidente - 1715230 - JOSELIO MARIA GALVAO DE ARAUJO
Externo ao Programa - 348109 - PAULO ROBERTO MEDEIROS DE AZEVEDO
Interno - 1715271 - RENATA ANTONACI GAMA
Notícia cadastrada em: 14/12/2017 10:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao