Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA FERNANDA APARECIDA MOURA DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA FERNANDA APARECIDA MOURA DE SOUZA
DATA : 19/10/2022
HORA: 15:30
LOCAL: Departamento de Saúde Coletiva
TÍTULO:

CICLO DE MELHORIA NO ATENDIMENTO A PACIENTES COM ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO ISQUÊMICO


PALAVRAS-CHAVES:

Melhoria da Qualidade, Acidente Vascular Cerebral (AVC), Síndrome Neurológica, Melhoria Contínua da Qualidade.


PÁGINAS: 44
RESUMO:

Introdução: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma doença altamente prevalente, considerada a segunda etiologia mais frequente de mortalidade. O subtipo isquêmico é o mais comum e, se não tratado de maneira rápida e eficaz produz sequelas e incapacidades permanentes. Uma das modalidades do tratamento mais eficaz é a trombólise endovenosa. Intervir ao nível da melhoria da qualidade e segurança dos serviços implica na redução de tempo e custos, com consequentes repercussões em termos da eficiência e desempenho dos serviços. Objetivo: Avaliar os impactos no tempo porta-agulha de pacientes com acidente vascular encefálico isquêmico (AVCi) submetidos ao tratamento trombolítico após intervenção de aviso sonoro na entrada do paciente no hospital e mudanças no fluxo de atendimento. Metodologia: Estudo quantitativo observacional descritivo no qual será avaliado se houve diminuição no tempo porta agulha após aplicação de ciclos de melhorias no fluxo de atendimento  inicial ao paciente com acidente vascular encefálico isquêmico. A população estudada foram todos os pacientes submetidos à terapia trombolítica em um período de 6 meses antes e após a implantação do ciclo de melhoria. A partir da aplicação da ferramenta de Qualidade (Diagrama de Ishikawa) foram detectadas oportunidades de melhorias no fluxo de atendimento ao paciente com AVCI submetido à terapia trombolítica. Após reuniões estratégicas com equipes multidisciplinares foram definidos ciclos de melhorias a serem implantados pelas equipes assistenciais. Os ciclos de melhorias implantados foram: criação de acionamento sonoro de código AVC na entrada hospitalar de pacientes em janela neurológica, disponibilização de três leitos exclusivos para realização de trombólise e alteração do local de realização da terapia trombolítica para sala vermelha da emergência. Após as intervenções de melhoria foi inserido na rotina da instituição o monitoramento mensal do tempo porta-agulha a partir  da criação de indicadores e gráficos de tendência/controle. A série histórica para construção do indicador foi de pelo menos 6 meses de avaliação antes e depois dos ciclos de melhorias. Os dados foram obtidos de forma secundária por meio de auditorias dos registros nos prontuários eletrônicos dos pacientes submetidos à terapia trombolítica. Resultados preliminares: Após análise dos gráficos foi observado que houve redução da média dos valores individuais do tempo porta agulha e tempo porta tomografia após implementação do ciclo de melhoria em Maio/2022 evidenciados por quatro meses consecutivos (Maio - Agosto 2022) com valores médios abaixo da linha média.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1195933 - ANA CAROLINA PATRICIO DE ALBUQUERQUE SOUSA
Interna - 2330137 - VILANI MEDEIROS DE ARAUJO NUNES
Externa à Instituição - SUSANA CECAGNO - UFPel
Notícia cadastrada em: 19/10/2022 11:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao