Banca de DEFESA: LUCIANO LUIZ DA SILVA JÚNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCIANO LUIZ DA SILVA JÚNIOR
DATA : 23/08/2016
HORA: 16:00
LOCAL: Departamento de Saúde Coletiva - UFRN
TÍTULO:

Melhoria Da Qualidade Do Registro Médico De Pacientes Com Câncer De Próstata Em Hospitais De Referência Em Oncologia


PALAVRAS-CHAVES:

Registro Médico; Melhoria da Qualidade; Checklist, Câncer, Câncer de Próstata.


PÁGINAS: 82
RESUMO:

A atenção ao câncer é uma prioridade da saúde pública mundial, porém, ainda nos dias de hoje, persistem falhas simples capazes de repercutir em aumento da morbimortalidade dos pacientes. O registro inadequado de informações clínicas leva a repetição de exames, erros de diagnóstico e tratamento, perda de tempo e custos desnecessários. Este trabalho objetivou verificar a eficácia de um ciclo de melhoria nos registros médicos de um hospital de referência em oncologia, avaliando o nível de qualidade no preenchimento dos prontuários, identificando os critérios de qualidade que mais apresentaram erros e analisando a efetividade dos ciclos de avaliação contínua na melhoria da qualidade do preenchimento dos prontuários. Para tanto, dez critérios de qualidade em prontuários de pacientes com diagnóstico de câncer de próstata foram examinados. A partir de amostragens aleatórias simples, procedeu-se a apreciação desses critérios, antes e depois das intervenções propostas. Tais ações envolveram administradores e médicos, sendo direcionadas especialmente à conscientização médica e reestruturação do prontuário por intermédio de um checklist. No intuito de identificar o nível de qualidade, selecionou-se a estimativa pontual e o intervalo de confiança (95%) do cumprimento dos critérios. Para comprovar a efetividade das intervenções, foram calculadas as melhorias absoluta e relativa entre a primeira e última avaliação, assim como a sua significação estatística (p<0,05). Na medição inicial, verificaram-se índices de cumprimento de 66,4% na média e um total de 411 de não conformidades, significando 34,2% de não cumprimento. Destacaram-se, como maior e menor percentual de não cumprimento, os critérios patologias associadas, 81,9%, e estadiamento - TNM, 9,5%. Já na segunda medição, notou-se uma redução do número total de defeitos em 49,4%.  Em suma, a avaliação baseada em critérios possibilitou a identificação de defeitos de qualidade no preenchimento dos prontuários levantados, o que, por sua vez, direcionou as intervenções propostas. Considerando as melhorias alcançadas, percebe-se que o ciclo de melhoria foi efetivo na diminuição dos defeitos observados, além de auxiliar expressivamente no progresso da qualidade do registro médico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3926907 - DYEGO LEANDRO BEZERRA DE SOUZA
Interno - 2495705 - GRASIELA PIUVEZAM
Externo à Instituição - KLEBER CAVALCANTI NÓBREGA - UnP
Notícia cadastrada em: 19/08/2016 16:56
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao