Banca de DEFESA: JOSE GOMES NETO JUNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOSE GOMES NETO JUNIOR
DATA : 04/08/2016
HORA: 09:30
LOCAL: Departamento de Saúde Coletiva - UFRN
TÍTULO:

Ciclo de melhoria para uma correta identificação do paciente em dois hospitais oncológicos


PALAVRAS-CHAVES:

Sistema de identificação do paciente. Segurança do Paciente. Melhoria da Qualidade.


PÁGINAS: 38
RESUMO:

INTRODUÇÃO

A identificação do paciente é uma recomendação internacional e nacional para segurança do paciente e apesar de ser uma medida simples, de baixo custo e altamente eficiente , está parcialmente implantada nos serviços de saúde com poucas experiências relatadas quanto a sua efetiva aplicação.

OBJETIVO

Melhorar o processo de identificação do paciente em dois hospitais de referência em oncologia.;

MÉTODO

Trata-se de um estudo quantitativo, quase-experimental do tipo antes e depois, sem grupo controle. O ciclo de melhoria transcorreu em duas instituições de referência para atendimento oncológico, com avaliação de sete critérios da qualidade inerentes a identificação do paciente. Estes foram analisados quanto sua validade e confiabilidade pelo índice Kappa. A amostragem foi sistemática, com avaliação retrospectiva e observação direta. Após primeira avaliação foi elaborado o diagrama de afinidades, ordenado e sistematizado a intervenção para melhoria da qualidade. O cumprimento das ações foi calculado através da estimativa pontual e o intervalo de confiança de 95%. Para comparação e análise da efetividade do ciclo de melhoria foi estimado a melhoria absoluta, relativa e a significação estatística pelo teste de valor Z unilateral (p ≤ 0,05).

RESULTADOS

A significação estatística foi comprovada em quatro dos sete critérios de qualidade. A melhoria absoluta foi alcançada nos critérios de identificação do leito, solicitação de hemocomponentes, solicitação de exames laboratoriais e identificação das peças de anatomopatológico. O critério identificação dos exames de imagem obteve 2% de melhoria absoluta, a identificação do prontuário apresentou evolução negativa (-9,0%) e a identificação por pulseira não mostrou resultado positivo. Quanto a melhoria relativa, os critérios com resultados mais significativos concentraram-se na identificação do leito, solicitação de hemocomponentes, solicitação de exames laboratoriais e identificação dos exames de imagem.

CONCLUSÃO

O ciclo de melhoria mostrou-se efetivo e contribuiu para redefinição das atividades de identificação do paciente, com envolvimento dos profissionais de saúde, dos pacientes, dos acompanhantes e da alta administração. Além disso, fortaleceu a cultura institucional focada na segurança e disponibilizou novo estudo frente escassez existente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2171948 - PAULO JOSE DE MEDEIROS
Externo à Instituição - REJANE MILLIONS VIANA MENESES - UNI-RN
Externo ao Programa - 1220598 - VIVIANE EUZEBIA PEREIRA SANTOS
Interno - 1868020 - ZENEWTON ANDRE DA SILVA GAMA
Notícia cadastrada em: 27/07/2016 08:44
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao