Banca de DEFESA: ELIANE MEDEIROS DA NÓBREGA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELIANE MEDEIROS DA NÓBREGA
DATA: 28/08/2015
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório 1 - DPP
TÍTULO:

 

 

 

 

 

OPERAÇÕES LINGUÍSTICO-DISCURSIVAS EM RELATOS RETEXTUALIZADOS POR ALUNOS DO 6º ANO



PALAVRAS-CHAVES:

 

 

Produção de texto. Crítica Genética. Reescrita.


PÁGINAS: 125
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Teoria e Análise Lingüística
RESUMO:

O presente trabalho procurou investigar e discutir os prováveis avanços de escrita de alunos da rede pública do 6º ano do Ensino Fundamental. Esta pesquisa foi realizada no Programa de Mestrado Profissional em Letras (ProfLetras/UFRN) e ocupou-se de identificar, descrever, analisar e interpretar, na perspectiva da Análise Textual dos Discursos, as operações linguísticas de reescritura em relatos pessoais produzidos no ano de 2015, na disciplina de Língua Portuguesa. Fundamentando-se também na Crítica Genética, este estudo buscou analisar de que maneira e em que proporção as alterações ocorridas nos textos revelam uma capacidade perceptiva nos alunos na medida em que substituem, ampliam, retiram ou deslocam termos em suas produções. Na perspectiva pragmática na qual a Linguística Textual se insere é que buscamos desenvolver nossa análise, investigando os textos e compreendendo-os enquanto processo de construção de sentido. Nossa discussão teórica se fundamenta em uma concepção sociointeracional da linguagem (MARCUSCHI, 2008), bem como nos postulados da Análise do Discurso (ADAM, 2010, 2008). Adotamos também os pressupostos teóricos advindos da Crítica Genética que dedicam-se à relação entre texto e gênese, uma vez que julgam o texto como resultado de uma construção de elaboração contínua, e a escrita como uma atividade em constante movimento (DE BIASI, [2000] 2010; GRÉSILLON, 2008, [1992] 2002, 1989, [1990]; SALLES, 2008a). Para constituirmos os dados desta pesquisa consideramos as variáveis sociais referentes aos alunos e ao contexto sociocultural. Todavia, nossa investigação direciona-se para uma situação real de sala de aula onde se buscou analisar o funcionamento da língua em condições de uso, autorizando-nos, com isso, descrever com mais precisão a realidade vivenciada, o que nos proporcionou um olhar mais atento às particularidades observadas. Essa descrição da realidade apreciada construiu um caminho que nos direcionou a uma pesquisa de abordagem qualitativa dos dados na qual foi atribuída significados a partir da interpretação. Para o desenvolvimento da pesquisa, recorremos aos procedimentos da Pesquisa-ação. Os dados constam de dez relatos pessoais que foram reelaborados a partir de atividades de reescrita, o que constitui um corpus de vinte textos avaliados a partir das operações linguísticas reconhecidas pela gramática gerativa e continuada por Lebrave e Grésillon (2009). Como resultado da análise, identificamos a operação de acréscimo com um número superior às demais. As operações de substituição e supressão apresentaram resultados muito próximos. Todavia, a operação de deslocamento foi pouco utilizada. Esses resultados, além de testemunhar a criatividade linguística dos alunos, revelaram que para que um texto seja visto como “concluído”, o aluno escrevente articula novas elaborações através desses operadores linguísticos e que esses movimentos de idas e vindas, de rasuras e emendas contribuem significativamente para que o professor aproxime-se da relação que o aluno mantém com o seu dizer textual e discursivo, e possa com isso apropriar-se de informações que venham fornecer direcionamentos individuais e coletivos nas produções escolares.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349685 - MARIA DAS GRACAS SOARES RODRIGUES
Interno - 1801855 - ALESSANDRA CASTILHO FERREIRA DA COSTA
Externo ao Programa - 349707 - LUIS ALVARO SGADARI PASSEGGI
Externo à Instituição - LIDIANE DE MORAIS DIÓGENES BEZERRA - UERN
Notícia cadastrada em: 19/08/2015 10:40
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2018 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao