Banca de DEFESA: ADRIANA OLIVEIRA DE FARIAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIANA OLIVEIRA DE FARIAS
DATA: 02/09/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório A
TÍTULO:

EFEITOS DA ROTEIRIZAÇÃO EM ATIVIDADES NARRATIVAS DO LIVRO DIDÁTICO DE LÍNGUA PORTUGUESA: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO

 


PALAVRAS-CHAVES:

Livro Didático, Roteirização, Intervenção, Ensino da escrita 


PÁGINAS: 200
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Teoria e Análise Lingüística
RESUMO:

Este estudo analisa os efeitos da roteirização em uma proposta narrativa do livro didático de português (LDP) do 6º ano do Ensino Fundamental (EF), no processo de escrita do conto, pelo aluno. Com base nos resultados dessa análise, foi proposta uma intervenção, por meio de uma sequência didática. Teoricamente, nossa investigação está baseada nos estudos interativos de linguagem, advindos da teoria bakhtiniana, sobretudo na integração das práticas de leitura, análise linguística e de produção textual, proposta por Geraldi (2003, 2009, 2010, 2011). Os registros foram obtidos no 6º ano do Ensino Fundamental II, em uma escola pública localizada na zona norte da cidade de Natal/RN. Trata-se de uma investigação de cunho qualitativo e quantitativo, cuja obtenção dos registros ocorreu em duas etapas, que se complementam, já que a primeira guiou o planejamento e a execução da segunda. A primeira etapa se deteve na aplicação de uma proposta narrativa do livro didático de português (LDP) em duas turmas do 6º ano do Ensino Fundamental na referida escola, visando à análise dos efeitos da roteirização presente na produção dos textos narrativos dos alunos. Nesta etapa foram gerados 58 textos. Na segunda etapa, de intervenção, uma sequência didática, baseada nos pressupostos teóricos advindos dos estudos do Grupo de Genebra (DOLZ ; SCHENEUWLY, 2004), com respeito aos projetos de classe e no estudo da narrativa a partir da proposta de canteiros defendida por Jolibert (1994), foi desenvolvida para trabalhar a escrita narrativa dos alunos, nesta etapa foram gerados 20 textos. Três momentos de produção de texto são analisados, os quais revelaram (i) que uma proposta narrativa roteirizada, leva a pouco desenvolvimento da escrita, uma vez que os alunos tendem a seguir apenas o comando e optam pelo que já lhes é familiar; (ii) sem orientação anterior, os alunos não conseguem entender o comando da proposta, é preciso mais leituras e informações sobre o texto e sobre os interlocutores eleitos, já que estas não são óbvias, nem facilmente inferidas; (iii) com a intervenção do professor, os alunos podem compreender melhor o comando, entender a estrutura da narrativa e extrapolar a roteirização apresentada na proposta do livro didático de português (LDP); (iiii) a intervenção posterior, visando à reescrita, é fundamental para o desenvolvimento mais significativo da aprendizagem da escrita.

      


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1673309 - SULEMI FABIANO CAMPOS
Interno - 1149420 - MARIA DA PENHA CASADO ALVES
Externo à Instituição - MARINALVA VIEIRA BARBOSA - UFTM
Notícia cadastrada em: 06/08/2015 16:14
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2018 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao