Banca de QUALIFICAÇÃO: SARAH REBEKA RODRIGUES MARQUES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SARAH REBEKA RODRIGUES MARQUES
DATA : 04/12/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Mini auditório da biblioteca central Zila Mamede
TÍTULO:

POTENCIAL ANTICARIOGÊNICO DE TANINOS DE ESPÉCIES FLORESTAIS


PALAVRAS-CHAVES:

taninos vegetais, substâncias bioativas, atividade antimicrobiana, cáries dentarias, bactérias cariogênicas.


PÁGINAS: 70
RESUMO:

Embora haja no Brasil inúmeras espécies potencialmente produtoras de taninos, pouquíssimas delas são cultivadas para esse fim, o que gera impactos negativos sobre aquelas que são tradicionalmente exploradas. A presença de taninos desperta interesse farmacêutico em diversas espécies vegetais, partindo-se do princípio do uso popular, e das propriedades antimicrobiana, antioxidante, antiviral e antitumoral dos taninos, que já são bastante conhecidas e documentadas. O objetivo desse estudo é extrair, caracterizar quimicamente os taninos das espécies Acacia mangium Willd., Azadirachta indica A. Juss Mimosa tenuiflora Willd, Mimosa caesalpiniifolia Benth,. e verificar a atividade antibacteriana desses taninos frente às linhagens de bactérias cariogênicas. Foram analisados o teor de taninos presentes em cascas de árvores provenientes de plantios comerciais com 4 anos de idade, localizados em área experimental no município de Macaíba, Estado do Rio Grande do Norte. As cascas, após coletadas, foram secas ao ar, moídas e classificadas, utilizando-se a porção que passou pela peneira de malha 1x1 mm, e que ficou retida em outra de 0,25x0,25 mm. Para as extrações foram utilizadas 25 gramas de casca em 250 mL de água destilada. O extrato obtido foi peneirado, filtrado em funil de vidro e concentrado. Em seguida, foram determinados o teor de sólidos totais (TST), índice de Stiasny (IS) e o teor de taninos condensados (TTC). Foi realizada a caracterização química dos taninos mediante espectrometria de infravermelho com transformada de Fourrier. A avaliação da atividade anticariogênica dos taninos será realizada por meio de ensaio de Concentração Inibitória Mínima e Concentração Bactericida Mínima para as espécies Streptococcus mitis, Streptococcus mutans, Streptococcus sanguis e Streptococcus sobrinus. A realização desse trabalho contribuirá para o conhecimento do potencial tanífero das espécies estudadas, para a eficácia e segurança na utilização popular das espécies enquanto recurso terapêutico frente às linhagens bacterianas de importância odontológica, e para a valoração das espécies florestais em estudo a partir da utilização de um produto florestal não-madeireiro. A quantificação dos extratos mostrou que M. tenuiflora e A. mangium apresentaram maiores percentuais de TTC (23,40% e 12,41%, respectivamente), indicando potencial para produção de taninos em escala industrial. Embora a M. caesalpiniifolia tenha apresentado baixo TTC (8,38%), esta espécie apresentou alto IS (91,27%), caracterizando-se pelo alto grau de taninos puros.  A análise química permitiu caracterizar os taninos e permitiu que uma quantidade considerável de informações dos extratos fosse obtida em um tempo limitado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2326526 - TATIANE KELLY BARBOSA DE AZEVEDO CARNAVAL
Interna - 1979301 - RENATA MARTINS BRAGA
Externa à Instituição - ALINE ROGÉRIA FREIRE DE CASTILHO
Notícia cadastrada em: 19/11/2019 20:32
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao