Banca de QUALIFICAÇÃO: PEDRO RODRIGUES MUTTI

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PEDRO RODRIGUES MUTTI
DATA : 28/08/2017
HORA: 08:00
LOCAL: Sala de Seminários de Estatística do CCET
TÍTULO:

EVAPOTRANSPIRAÇÃO E EXCEDENTE/DÉFICIT DE PRECIPITAÇÃO EM BACIAS HIDROGRÁFICAS NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO UTILIZANDO DADOS DE SENSORIAMENTO REMOTO: ESTUDO DE CASO DA BACIA DO PIRANHAS-AÇU


PALAVRAS-CHAVES:

S-SEBI, SSEB, MODIS, Balanço de energia, Recursos hídricos


PÁGINAS: 91
RESUMO:

O estudo dos processos do ciclo hidrológico é fundamental para a tomada de decisões no âmbito do gerenciamento de recursos hídricos em bacias hidrográficas, principalmente naquelas inseridas em regiões de clima semiárido. Este é o caso da Bacia Hidrográfica do Rio Piranhas-Açu (BHPA), onde a ocorrência de longos períodos de estiagem associada aos conflitos na distribuição dos recursos hídricos apresenta-se como um risco à segurança hídrica na bacia, impactando diretamente a disponibilidade de água para abastecimento humano e para o desenvolvimento agrícola. Dentre os processos do ciclo hidrológico, a evapotranspiração (ET) se destaca pelo seu papel fundamental nas interações entre água, solo e vegetação, na modelagem hidrometeorológica e nos fluxos de energia em regiões de clima semiárido. O desenvolvimento de técnicas de sensoriamento remoto para estimativa da ET ganhou força nas últimas décadas, permitindo a determinação desse parâmetro em grandes escalas espaciais, como a de bacias hidrográficas. O objetivo desse estudo é, portanto, quantificar a ET diária e anual, para os anos de 2011 e 2014, em toda a região da BHPA, utilizando dados de sensores orbitais e formulações dos algoritmos Simplified Surface Energy Balance Index (S-SEBI) e Simplified Surface Energy Balance(SSEB). Para calibração e validação do algoritmo proposto serão utilizados dados dos elementos do balanço de energia obtidos em uma torre de fluxo equipada com sistema de eddy covariance. Além disso, serão utilizados dados de temperatura da superfície e albedo obtidos pelo sensor orbital MODIS e dados de radiação solar provenientes das estações meteorológicas inseridas na bacia. A determinação da ET permitirá avaliar espacialmente a sua relação com a dinâmica da vegetação a partir do índice de vegetação NDVI, obtido também pelo sensor MODIS, e com as diferentes classes de uso e ocupação do solo. Essas relações serão avaliadas sazonalmente, identificando alterações no seu comportamento em períodos secos e em períodos chuvosos. Finalmente será calculado o excedente/déficit de precipitação anual na bacia a partir da diferença entre a precipitação, obtida pelo satélite TRMM, e a evapotranspiração, com intuito de identificar as regiões da bacia mais vulneráveis durante períodos de estiagem prolongada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2086472 - BERGSON GUEDES BEZERRA
Interno - 1752417 - CLAUDIO MOISES SANTOS E SILVA
Interno - 1280761 - CRISTIANO PRESTRELO DE OLIVEIRA
Interno - 1164414 - WEBER ANDRADE GONCALVES
Notícia cadastrada em: 31/07/2017 13:10
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao