Banca de DEFESA: ANDERSON LUIZ PINHEIRO DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANDERSON LUIZ PINHEIRO DE OLIVEIRA
DATA : 20/12/2016
HORA: 10:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPARTAMENTO DE GEOFÍSICA
TÍTULO:

ESTUDO DE ONDAS DE GRAVIDADE NA ESTRATOSFERA EQUATORIAL SOBRE O SETOR SUL AMERICANO DE LATITUDES


PALAVRAS-CHAVES:

Ondas de Gravidade; Estratosfera Equatorial; Balões Meteorológicos; Perfil de temperatura; Frequência de Brunt-Väisälä.


PÁGINAS: 110
RESUMO:

Perturbações atmosféricas com características quase periódicas e geradas por ondas de gravidade têm sido intensamente estudadas nas últimas décadas. No entanto, poucos desses estudos se referem à estratosfera equatorial sobre o setor sul americano de latitudes. Na presente tese se discute resultados relativos ao estudo de assinaturas de ondas de gravidade na estratosfera equatorial, em uma faixa de altura entre 16 – 30 km, a partir de radiossondas instaladas em balões meteorológicos lançados, rotineiramente, da Estação Meteorológica localizada no Centro de Lançamentos da Barreira do Inferno (CLBI), na região metropolitana de Natal/RN (5,8°S; 35,5°O), durante o ano de 2000. O objetivo desta pesquisa foi estudar as características das perturbações, no perfil de temperatura da estratosfera, que poderiam ser atribuídas a passagem de ondas de gravidade nessa camada. Deste modo, os dados obtidos pelas radiossondagens foram comparados com os dados teóricos gerados a partir do modelo semi empírico MSIS-90 e, com isso, a partir da Transformada Rápida de Fourier (FFT) foi possível determinar a frequência angular das perturbações e compará-las com as frequências fundamentais de oscilação da atmosfera neutra, ou seja, as frequências de Brunt-Väisälä. Além disso, foi calculado o perfil de densidade de energia potencial e, a partir de resultados clássicos da teoria linear das ondas de gravidade, se estimou a energia total associada às ondas, cuja dissipação ocorre na média atmosfera. No período estudado, o ano de 2000, a Estação Meteorológica do CLBI realizou um total de 185 sondagens diurnas, todas em torno das 12 horas (UT). Após a análise dessas sondagens foram detectados 29 casos nos quais se observou perturbações quase periódicas com períodos, frequências angulares e comprimentos de onda verticais compatíveis com ondas de gravidade. Os períodos encontrados foram da ordem de 5,7 – 26,0 minutos, os comprimentos de onda verticais da ordem de 1,0 – 3,0 km, as frequências angulares da ordem de 10-3 rad/s e a densidade de energia associada às ondas da ordem de 0,5 – 9,0 J/kg.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CARLOS ALEXANDRE BARROS DE ALMEIDA - IFRN
Interno - 1858120 - DAVID MENDES
Presidente - 348011 - GILVAN LUIZ BORBA
Interno - 1346630 - LARA DE MELO BARBOSA ANDRADE
Externo à Instituição - RAFAEL CASTELO GUEDES MARTINS - UFERSA
Notícia cadastrada em: 08/12/2016 08:52
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao