Banca de QUALIFICAÇÃO: GLAYSON FRANCISCO BEZERRA DAS CHAGAS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GLAYSON FRANCISCO BEZERRA DAS CHAGAS
DATA : 14/09/2016
HORA: 13:30
LOCAL: Anfiteatro A do Centro de CIências Exatas e da Terra
TÍTULO:

EFEITOS DO AVANÇO DO DESMATAMENTO E SUAS IMPLICAÇÕES NO REGIME TERMODINÂMICO E CHUVAS NA REGIAO AMAZÔNICA


PALAVRAS-CHAVES:

Desmatamento, Precipitação, Amazônia, ARIMA, RegCM4


PÁGINAS: 93
RESUMO:

O objetivo deste projeto é identificar as mudanças nos padrões termodinâmicos de

diferentes regiões na Amazônia com níveis de desmatamento diferenciados e analisar as

consequências no campo de nebulosidade com resposta nas chuvas de cada região. Para isso

serão usados os dados de Rádio Ocultação que nos fornecerão perfis de temperatura e de

vapor de água sobre as regiões amazônicas e também utilizaremos dados de temperatura de

topo de nuvem do satélite GOES, ambos para o período de 2006 a 2011. Para análise das

chuvas em cada região, utilizaremos dados mensais do CPC para operíodo de 1979 a 2013, e

estes nos fornecerão uma cobertura espacial de 0,25º de latitude por 0,25º de longitude (300 x

120 pontos de grade). A metodologia consiste em usar resultados de modelos estocásticos do

tipo Auto Regressivo Integrado a Médias Móveis (ARIMA), a partir do qual será possível

fazer análise da variável-alvo dependente como função do tempo, a precipitação, em cada

região. Por fim serão simuladas séries climatológicas para cada região a apartir do RegCM4

com diferentes esquemas de parametrizações. Os resultados preliminares apontam a maior

variabilidade tanto no perfil do vapor de água quanto nas chuvas na área onde ocorre um

acentuado avanço do desmatamento no leste da Amazônia (DES) e também na área com o

desmatamento já bem estabelecido por anos, na região sul e sudeste da Amazônia (CRI).

Enquanto que a região de controle (FLO - norte e noroeste da Amazônia) o padrão se mantém

sem grande variabilidade. Os resultados esperados são que a variabilidade observada durante

o período de estudo tanto nas variáveis termodinâmicas (2006-2011) como na precipitação

seja maior na área em que o desmatamento já está estabelecido devido às alterações de

elementos meteorológicos de superfície impostas pela alteração da cobertura do solo. E

espera-se que através das simulações geradas pelo RegCM4, possamos observar a

variabilidade nos campos estudados e sua resposta direta nas chuvas das regiões.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1752417 - CLAUDIO MOISES SANTOS E SILVA
Interno - 1346630 - LARA DE MELO BARBOSA ANDRADE
Interno - 320597 - PAULO SERGIO LUCIO
Interno - 1164414 - WEBER ANDRADE GONCALVES
Notícia cadastrada em: 01/09/2016 10:45
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao