Banca de QUALIFICAÇÃO: LEONARDO SANTANA FERNANDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LEONARDO SANTANA FERNANDES
DATA : 24/08/2016
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

Fluxo de CO2 e Evapotranspiração em Pastagem Tropical Cultivada sob Pastejo Intensivo


PALAVRAS-CHAVES:

Assimilação do CO2, Mudanças climáticas; Trocas gasosas; Eddy Covariance, Evapotranspiração


PÁGINAS: 50
RESUMO:

O aumento da concentração de dióxido de carbono (CO2) tem profundas implicações no clima do planeta. Esse aumento em grande parte se deve a diversas atividades antrópicas, que por um lado têm aumentado a quantidade emitida para a atmosfera, principalmente pela queima de combustíveis fosseis e por outro têm diminuído a capacidade dos sorvedouros terrestres. A maior parte do CO2 emitido para a atmosfera é absorvida pelos oceanos, porém uma parcela considerável é absorvida pelos ecossistemas terrestres. Neste contexto, sistemas de produção agropecuários têm sido questionados quanto à sustentabilidade no que se refere a emissão de gases do efeito estufa. Assim, investigar as trocas de energia e massa dos mais variados ecossistemas terrestres tem grande relevância, pois permite a ampliação do conhecimento para melhor compreender os mecanismos que controlam o ciclo do CO2. Diante disto, o presente estudo visa determinar o fluxo de CO2 e evapotranspiração em pastagem de Brachiaria brizantha pastejada por ovinos de corte. O experimento está sendo conduzido no Município de Macaíba-RN, na Escola Agrícola de Jundiaí, Campus Macaíba, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, na área experimental do Grupo de Estudos em Forragicultura (GEFOR). Os dados estão sendo coletados por meio da técnica da correlação dos vórtices turbulentos, a partir de medidas sistemáticas (frequência de 10 Hz, com saídas de 30 minutos). Os resultados obtidos nos primeiros seis meses de estudo para o saldo líquido de CO2 têm demonstrado que há captação deste gás, mesmo no período de baixo potencial de produção de forragem (~1100 kg/ha em outubro e novembro). O sequestro de CO2 aumentou consideravelmente no mês de fevereiro (~2700 kg/ha), período em que houve maior índice pluviométrico. Durante o período de observação, constatou-se que a Brachiaria brizantha nas condições climáticas de Macaíba-RN se comportou como um sorvedouro de CO2, cujos valores acumulados foi superior a 7,0 ton ha-1, o que equivale a aproximadamente 2,0 ton ha-1 de C, com um consumo hídrico de 253 mm.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2086472 - BERGSON GUEDES BEZERRA
Interno - 1752417 - CLAUDIO MOISES SANTOS E SILVA
Interno - 320597 - PAULO SERGIO LUCIO
Externo ao Programa - 986835 - GELSON DOS SANTOS DIFANTE
Externo ao Programa - 127.568.146-87 - LUCIANO PATTO NOVAES - UFRN
Notícia cadastrada em: 09/08/2016 08:25
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao