Banca de DEFESA: CLARICE TAVARES FONSECA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CLARICE TAVARES FONSECA
DATA : 24/02/2023
HORA: 15:00
LOCAL: plataforma digital
TÍTULO:

A PRESENÇA DO PENSAMENTO DE GRAMSCI NO SERVIÇO SOCIAL DO NORDESTE: Um impulso ao protagonismo da região no Movimento de Reconceituação da profissão no Brasil.


PALAVRAS-CHAVES:

Serviço Social. Antonio Gramsci. Nordeste. Movimento de Reconceituação.


PÁGINAS: 120
RESUMO:

A pesquisa que ganha corpo nas páginas desta dissertação tem como objetivo central realizar uma análise acerca da incorporação do pensamento de Antonio Gramsci no Serviço Social do Nordeste, buscando apreender sua influência na participação desta região no movimento de reconceituação da profissão no Brasil. Desta feita, a escolha por este objeto de estudo pode ser explicada a partir de três (03) direções distintas, mas relacionadas. Em primeiro lugar, pela compreensão, da importância de Gramsci para o processo de assimilação da teoria social crítica no âmbito do Serviço Social brasileiro. Por outra parte, pela identificação empírica quanto à significativa quantidade de intelectuais gramscianas do Serviço Social no Nordeste. E, por último, nossa escolha relaciona-se à recente tendência de estudar a profissão nesta particularidade regional. Neste sentido, para o alcance do objetivo geral, realizaremos uma análise acerca da interlocução do Serviço Social brasileiro com o pensamento gramsciano; analisaremos o Serviço Social na particularidade da região Nordeste; delinearemos esforços no sentido de apreender o processo de renovação do Serviço Social no Nordeste; e buscaremos analisar a atuação do Serviço Social da região Nordeste, especialmente do Maranhão, no processo de renovação da profissão no Brasil. Assim sendo, o estudo foi orientado pelo método investigativo crítico-dialético da teoria social e se realizou intermediado pelas técnicas de pesquisa bibliográfica e documental. Por sua vez, a fundamentação teórica deste estudo se apoiou,  fundamentalmente, nas obras de Antonio Gramsci, de modo especial os Cadernos do Cárcere volumes um (1), dois (2), três (3) e quatro (4), nos quais ancoram os debates sobre Hegemonia, Intelectuais e Estado; a produção de Carlos Nelson Coutinho: O leitor de Gramsci: escritos escolhidos; a obra de Ivete Simionatto Gramsci: sua teoria, incidência no Brasil, influência no Serviço Social; o livro Serviço Social no Nordeste: das origens à renovação, organizado por Ana Elizabete Mota, Ana Cristina Vieira e Angela Amaral; e o ebook organizado por Adilson Aquino Silveira Júnior, A reconstrução histórica do Serviço Social no Nordeste. Por esta perspectiva, os resultados da pesquisa indicam que o Serviço Social nordestino exerce influência em nível nacional desde os finais da década de 1950, a partir da proposta de Educação Popular de Paulo Freire, à época docente da ESSPE. Somado a isso, no processo de construção da intenção de ruptura com tradicionalismo e, consequentemente, no movimento de renovação da profissão, entre os anos 1970 e 1980, verifica-se, como símbolo da região Nordeste, maior projeção e significativa participação do Serviço Social do Maranhão, mediante atuação das docentes do CSS/UFMA. No curso deste período, o “grupo do Maranhão” encontra-se com o pensamento gramsciano, incorporando-o às suas propostas teórico-práticas e, diante disso, adensando o conhecimento acerca da tendência crítico-dialética. Em virtude disso, as docentes da UFMA granjeiam posições de destaque no movimento de ruptura e empreende debates fundamentais à renovação e ao alcance da maturidade da profissão. Neste sentido, podemos concluir que a interlocução com Gramsci fomentou e qualificou a participação da região Nordeste, a partir da UFMA, no Movimento de Reconceituação e, ainda, indicamos que, embora não seja uma particularidade desta região, o pensamento gramsciano, historicamente, recebe maior relevo no Nordeste.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2363499 - ELIANA ANDRADE DA SILVA
Interna - 1958916 - EDLA HOFFMANN
Interno - 2475019 - HENRIQUE ANDRE RAMOS WELLEN
Interno - 1149547 - ROBERTO MARINHO ALVES DA SILVA
Externa à Instituição - THAISA TEIXEIRA CLOSS - UFRGS
Notícia cadastrada em: 09/02/2023 09:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao