Banca de QUALIFICAÇÃO: JULIANA CARLA DA SILVA GOIS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JULIANA CARLA DA SILVA GOIS
DATA : 21/09/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Nepsa 2 UFRN
TÍTULO:

TRABALHO PRECARIZADO E SERVIÇO SOCIAL: as condições de trabalho dos assistentes sociais na assistência estudantil do Instituto Federal de Alagoas (IFAL)

 


PALAVRAS-CHAVES:

Trabalho Precarizado; Trabalho Assalariado; Serviço Social; Assistência Estudantil.


PÁGINAS: 90
RESUMO:

Este projeto de tese de doutorado tem como objetivo investigar as particularidades das condições de trabalho dos assistentes sociais do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), no âmbito da assistência estudantil, utilizando-se como base de estudo as mudanças no mundo do trabalho, que ao longo do tempo vem configurando amplas e profundas transformações, e a desregulamentação das ações do Estado no contexto neoliberal, que rebatem diretamente no exercício profissional do assistente social. Pretende-se desvelar como as condições de trabalho interferem nas ações profissionais dos assistentes sociais, assim como nas condições objetivas e subjetivas de seu exercício profissional. O estudo teórico e histórico permite perceber que no capitalismo contemporâneo, o incremento das formas de exploração da força de trabalho tem levado ao agravamento da precarização do trabalho, o que ocorre tanto no setor produtivo quanto no setor improdutivo, a exemplo dos serviços, ainda que haja particularidades em cada um. Sendo assim, o assistente social que trabalha majoritariamente no âmbito dos serviços também vivencia os efeitos nefastos da precarização das condições de trabalho em seu exercício profissional e por meio da relação de assalariamento se insere no processo de mercantilização da força de trabalho. Na trilha desse entendimento, pretende-se analisar as inflexões ao exercício profissional do assistente social ocasionadas pela gestão do trabalho, considerando a força de trabalho humano como um elemento central na elaboração, planejamento e execução das políticas sociais. A pesquisa tem caráter qualitativo, fundamentando-se numa perspectiva marxiana, tendo como pressuposto o materialismo histórico-dialético, cujo ponto de partida é a realidade em suas manifestações caóticas. Para o alcance dos objetivos da pesquisa, e respeitando a particularidade do objeto, faz-se necessário recorrer aos procedimentos metodológicos da pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e pesquisa de campo, onde será construída uma reflexão e análise sobre o exercício profissional dos assistentes sociais e as atuais condições de trabalho no Instituto Federal de Alagoas (IFAL) diante das transformações do mercado, do Estado e da Sociedade Civil.

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 6347119 - MARIA CELIA CORREIA NICOLAU
Externo ao Programa - 1543230 - ELIANA COSTA GUERRA
Externo ao Programa - 2314135 - ILKA DE LIMA SOUZA
Externo à Instituição - ALBA MARIA PINHO DE CARVALHO - UFC
Externo à Instituição - ERLENIA SOBRAL DO VALE - UECE
Notícia cadastrada em: 13/09/2018 14:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao