Banca de DEFESA: LEONARDO MOREIRA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LEONARDO MOREIRA DOS SANTOS
DATA : 04/08/2018
HORA: 09:30
LOCAL: Sala de vídeo do CESA/UECE
TÍTULO:

Ludwig von Mises como arma política da extrema-direita brasileira


PALAVRAS-CHAVES:

Ludwig von Mises. Neoliberalismo. Extrema direita.

 


PÁGINAS: 130
RESUMO:

O presente trabalho objetiva investigar a influência do autor da escola austríaca de economia Ludwig von Mises na atuação de grupos de extrema-direita no Brasil contemporâneo. Do ponto de vista teórico-metodológico, a pesquisa se fundamenta numa análise crítica e de totalidade do objeto de estudo. A estratégia de investigação utilizada foi a análise documental das propostas do I Congresso Nacional do Movimento Brasil Livre e de autores centrais do sitio na internet do Instituto Von Mises Brasil, desvendando qual a função sociopolítica da divulgação da obra de Ludwig von Mises na realidade brasileira. A análise recai sobre a atuação política de tais grupos, considerando o seu caráter militante e as suas pautas profundamente neoliberalizantes para um Estado que há mais de vinte anos dedica-se na implementação desse receituário, mesmo que com variações conjunturais ao logo dessas décadas. A pesquisa aborda as características centrais do pensamento desse autor e a forma como essas se inserem na herança do liberalismo clássico do século XIX, bem como sua aproximação com o pensamento conservador. Em sequência, busca-se apreender a formação da dominação burguesa no Brasil e seu papel nas transformações capitalistas, que se iniciam com a industrialização brasileira das primeiras décadas do século XX. Analisa-se os efeitos dessas características da formação sóciohistórica brasileira com a implementação do neoliberalismo no país, que inicia nos anos de 1980 e se consolida na década seguinte. Trata-se, ainda, de analisar as mudanças e continuidades do receituário neoliberal nos governos do Partido dos Trabalhadores, iniciados em 2002, e a crise política, inaugurada pela crise de governabilidade petista em relação intrínseca com a nova crise econômica mundial. Evidencia-se a importância e visibilidade social que tem alcançado as organizações neoliberais voltadas ao desenvolvimento de pesquisa, à difusão ideológica e militante, os chamados Think Tanks, como centro aglutinador de uma extrema-direita, ganhando espaço na estratégia das classes dominantes para o seu novo ciclo político.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149518 - SILVANA MARA DE MORAIS DOS SANTOS
Interno - 1714329 - ANDREA LIMA DA SILVA
Externo ao Programa - 1694568 - DANIELA NEVES DE SOUSA
Externo à Instituição - ERLENIA SOBRAL DO VALE - UECE
Notícia cadastrada em: 25/07/2018 10:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao