Banca de QUALIFICAÇÃO: GABRIELA MENDONÇA SOARES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GABRIELA MENDONÇA SOARES
DATA : 07/04/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Sala da Pós-graduação em Psicobiologia
TÍTULO:

ALIMENTANDO A CONEXÃO COM A NATUREZA: EXPLORANDO DIFERENÇAS NOS PADRÕES ALIMENTARES DE UNIVERSITÁRIOS EM AMBIENTES URBANOS E RURAIS


PALAVRAS-CHAVES:

Hábitos Alimentares; Exposição à Natureza; Sustentabilidade Alimentar; Biofilia; Alimentação Saudável.


PÁGINAS: 35
RESUMO:

Ao longo da evolução humana, as adaptações comportamentais surgiram em resposta aos desafios evolutivos, desde os períodos de caçadores-coletores até as transformações alimentares resultantes da agricultura e industrialização. A urbanização e avanços tecnológicos não apenas moldaram os comportamentos alimentares, mas também reconfiguraram os sistemas alimentares, influenciando escolhas, disponibilidade de alimentos e métodos de produção. A transição de áreas rurais para urbanas, um fenômeno global em crescimento, traz mudanças no estilo de vida, afastando as pessoas da natureza e limitando os benefícios para a saúde associados à exposição natural. Este estudo propõe uma análise comparativa dos hábitos alimentares de universitários em ambientes urbanos e rurais, considerando fatores como escolhas alimentares, exposição à natureza e elementos socioeconômicos. A pesquisa irá envolver estudantes do Rio Grande do Norte, divididos em quatro grupos com base na residência e local de estudo, visando entender como o acesso à natureza influencia padrões alimentares. A coleta de dados será realizada online, utilizando o Google Forms, em um estudo quasi experimental de recorte transversal. Os participantes serão submetidos a questionários sociodemográficos, a avaliação de hábitos alimentares através do questionário ESQUADA, a avaliação da relação com a natureza através do questionário NR, e um questionário sobre a percepção de áreas naturais. Espera-se que os resultados proporcionem uma compreensão mais profunda dos fatores que moldam os hábitos alimentares de universitários em diferentes contextos. A exposição à natureza, reconhecida por impactar positivamente o bem-estar, emerge como um fator chave. O estudo visa não apenas identificar diferenças nos padrões alimentares, mas também lançar luz sobre estratégias eficazes para promover uma alimentação saudável e sustentável. Em um mundo onde a migração para áreas urbanas é constante, compreender como a urbanização afeta escolhas alimentares torna-se crucial. Ao focar em universitários, um grupo em transição significativa de ambientes, espera-se que os resultados ofereçam insights valiosos para orientar políticas e intervenções eficazes na promoção da saúde e bem-estar alimentar.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1350337 - FIVIA DE ARAUJO LOPES
Interna - 1644341 - ANA CAROLINA LUCHIARI
Notícia cadastrada em: 28/03/2024 06:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao