Banca de QUALIFICAÇÃO: BEATRIZ APARECIDA DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BEATRIZ APARECIDA DE SOUZA
DATA : 05/04/2023
HORA: 15:00
LOCAL: Sala da Pós-graduação
TÍTULO:

O PAPEL DA COLORAÇÃO NA ESCOLHA DE PARCEIROS REPRODUTIVOS DE
DIFERENTES POPULAÇÕES DE CARANGUEJOS CHAMA-MARÉ


PALAVRAS-CHAVES:

Leptuca leptodactyla; sinalização visual; coloração corporal; seleção sexual;


PÁGINAS: 18
RESUMO:

A coloração corporal de caranguejos chama-maré é especialmente relevante no
reconhecimento de coespecíficos e na escolha de parceiros reprodutivos. A cor dos chama-marés
pode variar entre populações devido às diferenças ambientais existentes em cada local, como
distintas pressões de predação ou composição dos alimentos, e essas divergências podem ser
reforçadas através da seleção sexual. É exatamente isso que ocorre na bacia hidrográfica do rio
Ceará-mirim, onde uma população, da espécie Leptuca leptodactyla, da área de manguezal do
Centro de Tecnologia de Aquicultura (CTA) apresenta carapaça e apêndices locomotores brancos,
enquanto indivíduos de uma outra população, localizada próxima a praia de Barra do Rio, exibem a
coloração da carapaça mais acinzentada e apêndices locomotores com cores variadas. Um estudo
preliminar mostrou que as fêmeas da população do CTA apresentam uma preferência por machos
da sua própria população quando apresentadas a machos do CTA e de BR. Neste estudo,
pretendemos investigar a influência da coloração corporal na preferência de fêmeas de L.
leptodactyla de BR por machos das duas populações, avaliando quais sinais visuais de coloração
(carapaça, apêndices locomotores e quela hipertrofiada) são mais importantes nessa discriminação.
Testaremos três hipóteses: (i) o sinal de cor primordial relacionado com a escolha das fêmeas estará
na carapaça; (ii) a preferência das fêmeas varia geograficamente; e como alternativa a segunda
hipótese, que (iii) as fêmeas preferem machos que exibam características que demonstrem
maturidade sexual, independentemente da origem geográfica. Conduziremos experimentos nos
quais as fêmeas terão que escolher entre machos com características dos animais de sua própria
população e animais com características da outra população. Para tanto, faremos uso de tintas
atóxicas, já utilizadas com sucesso em experimentos anteriores com essa mesma espécie, para criar
os diferentes grupos experimentais e testar as diferentes variáveis. A análise dos dados será feita
utilizando o modelo de regressão logística binomial, no software R (R Development Core Team).
Como predições, para a hipótese (i), esperamos que as fêmeas não apresentem preferência
significativa por machos de uma população na ausência de sinais de cores da carapaça. Para a
hipótese (ii), esperamos que as fêmeas escolham machos da sua própria população. Já para hipótese
(iii), esperamos que as fêmeas escolham os machos mais brancos, por se tratar de uma característica
relacionada com a maturidade reprodutiva na espécie.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1149552 - ARRILTON ARAUJO DE SOUZA
Presidente - 1476621 - DANIEL MARQUES DE ALMEIDA PESSOA
Notícia cadastrada em: 26/03/2023 13:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao