Banca de DEFESA: MARCONE DE OLIVEIRA MAFFEZZOLLI

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCONE DE OLIVEIRA MAFFEZZOLLI
DATA : 18/02/2020
HORA: 14:30
LOCAL: AUDITÓRIO B - CCHLA
TÍTULO:

O SENTIDO DA PRAGMATEÍA EPICURISTA


PALAVRAS-CHAVES:

pragmateía, meditação, práxis, physiología, exercício, técnica, ética.


PÁGINAS: 165
RESUMO:

Este trabalho postula que, por meio de uma pragmateía (πραγματεία), Epicuro busca espelhar um conhecimento acerca da natureza (physiología) num éthos equivalente, revalidando a concepção epicurista de filosofia como um saber para a vida (téchnev tiná perí ton bíon) e de sabedoria como atividade constante de reflexão sobre a natureza (phýsis) e de realização de um modo de ser de acordo com ela (katà phýsin). É em tal panorama, onde o homem busca uma aproximação com a natureza para reproduzir em sua alma um estado de imperturbabilidade (ataraxía), que se delineia a possibilidade de autorrealização ou do exercício de uma vida sábia. Nesse sentido, a pragmateía epicurista remete para uma prática filosófica desenvolvida na consecução de um conjunto de atividades (enérgeias) que traduzem em atitudes, condutas, escolhas, ações e pensamentos um éthos filosófico voltado para a busca do equilíbrio. Se nos textos de Epicuro são limitadas as ocorrências do termo pragmateía, por outro lado, ao exortar a prática filosófica por meio de exercícios de meditação (melétema) e de práxis (práxis), ele nos permite, a partir do uso dessas noções e de outras a essas vinculadas, evidenciar um sentido para a pragmateía, o que permite compreender como a physiología resulta em um modo de vida sábio. Nessa perspectiva, visamos demonstrar que a pragmateía epicurista estabelece seu sentido mais próprio quando compreendida como exercício ético. Isso porque
é como trabalho permanente e inter-relacionado de meditação e práxis que ela conduz o pensamento e a ação para restabelecer no homem o sentido de autarquia (autárkeia), condição necessária para encetar-lhe a disposição para definir um éthos a partir do entendimento que tem da natureza e, com isso, poder fruir de uma vida livre, autêntica, equilibrada e feliz. Tais assertivas se baseiam na análise do pensamento legado por Epicuro (séc. IV a.C), preservado em três epístolas (Carta a Meneceu, Carta a Pítocles e Carta a Heródoto), 40 Máximas Capitais e 81 Sentenças Vaticanas. Também foram objetos de análises a doxografia preservada e reunida por Diógenes Laércio, por Hermann Usener, além dos fragmentos recuperados da Biblioteca de Herculano e daqueles descobertos no site arqueológico de OEnoanda. A esse conjunto de relatos, de onde se destacam as vozes de epicuristas como Filodemo de Gádara, Sexto Empírico, Diógenes de OEnoanda entre outros, também foi agregada a obra Da Natureza, do poeta romano Lucrécio (séc. I a.C). Dividiu-se o trabalho em quatro capítulos. O primeiro apresenta os fundamentos da pragmateía epicurista ou como a physiología, a phýsis, a anthropophýsis, o conhecimento (gnósis) e a técnica (téchne) são pensados por Epicuro. O segundo discorre sobre a meditação (melétema) ou como a pragmateía se constitui como um exercício da alma para pensar a natureza tendo em vista estabelecer uma prática de vida autárquica e feliz. A terceira parte deste trabalho trata da práxis (práxis) ou de como a pragmateía se relaciona com toda atividade orientada para - segundo um paradigma natural inteligido a partir da physiología - fazer o sábio experimentar em sua vida um sentido de equilíbrio e autorrealização. Por fim, no quarto capítulo, a pragmateía epicurista é discutida sob a perspectiva de um exercício ético, aspecto fundamental para compreender a coerência, unidade e sustentação de uma filosofia que se estende ao modo de pensar e de agir do sábio.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANTONIO JÚLIO GARCIA FREIRE - UERN
Externo à Instituição - CELSO MARTINS AZAR FILHO - UFRJ
Interno - 671.059.804-78 - EDRISI DE ARAUJO FERNANDES - UFRN
Externo à Instituição - MARCUS REIS PINHEIRO - UFF
Presidente - 1149565 - MARKUS FIGUEIRA DA SILVA
Notícia cadastrada em: 04/02/2020 16:14
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao