Banca de DEFESA: RAQUEL KAROLINE BARRETO FERNANDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAQUEL KAROLINE BARRETO FERNANDES
DATA : 22/12/2021
HORA: 14:00
LOCAL: ESCOLA DE SAÚDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
TÍTULO:

TECNOLOGIA DIGITAL PARA O CUIDADO DE ENFERMAGEM COM AS  LESÕES POR PRESSÃO EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA


PALAVRAS-CHAVES:

Enfermagem. Lesão por Pressão. Unidades de Terapia Intensiva. Tecnologia. Estudos de validação.


PÁGINAS: 105
RESUMO:

Lesões por pressão constituem importante problema de saúde em âmbito mundial, sendo causa significativa de morbimortalidade para os pacientes internados em unidade de terapia intensiva. Este dano representa um desafio para os serviços de saúde, os quais têm encontrado na tecnologia uma alternativa promissora para otimizar seus processos de trabalho e dirimir as complicações relacionadas a esses eventos. Diante dessa realidade, objetiva-se construir e validar uma tecnologia digital para sistematizar o cuidado de enfermagem com as lesões por pressão em pacientes de unidade de terapia intensiva. Trata-se de pesquisa de desenvolvimento metodológico, com abordagem quantitativa, que teve o Design Science Reseach como referencial metodológico, sendo operacionalizada por meio de cinco passos. No primeiro, realizou-se a identificação do problema através de uma revisão integrativa da literatura, que objetivou identificar se o uso de tecnologias diminui a incidência ou o agravamento das lesões por pressão. Os estudos selecionados demonstraram que o uso desses aparatos auxilia o cuidado de enfermagem nas lesões por pressão, reduzindo sua incidência em até 20%. O segundo passo, denominado de sugestão, buscou construir os domínios, itens e a aparência da tecnologia digital, utilizando como referencial teórico o processo de enfermagem. Inicialmente, o conteúdo da tecnologia compreendeu cinco domínios, referentes as fases do processo de enfermagem e 15 itens. O terceiro passo, desenvolvimento, se referiu a construção da tecnologia digital, com colaboração de especialistas na área de tecnologia da informação, tendo como modelo de arquitetura o Model-View-Controller (MVC). O quarto passo centrou-se na validação do conteúdo e da aparência da tecnologia junto a oito enfermeiros experientes na assistência ou em pesquisa envolvendo pacientes com lesões de pele ou processo de enfermagem. Nesse momento, o conteúdo e a aparência da tecnologia passaram por duas rodadas Dephi, sendo que na Rodada I sete itens obtiveram índice de concordância abaixo do ponto de corte (<0,70). Ao final da Rodada II, a tecnologia ficou descrita pelo título Processo de enfermagem para pacientes com lesão por pressão em UTI (PELe-UTI), sendo composta por cinco domínios, correspondentes às etapas do Processo de Enfermagem, e 89 itens. Dos  cinco domínios, três obtiveram índice de concordância perfeito em todos os itens avaliados. Somente um item do domínio II obteve índice de concordância moderado. A aparência da tecnologia também obteve índice de concordância perfeito. Em conformidade com o que foi exposto, acredita-se que a utilização do produto tecnológico construído e validado, nesse estudo, irá contribuir para a otimização do tempo dispensado aos cuidados de enfermagem, assim como, favorecer uma articulação efetiva entre a equipe multiprofissional, um adequado suporte ao manejo de lesão por pressão e a gestão de indicadores relacionados a esses agravos.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2474945 - IZAURA LUZIA SILVERIO FREIRE
Interna - 4177365 - JULIANA TEIXEIRA JALES MENESCAL PINTO
Externo à Instituição - ERIK CRISTÓVÃO ARAÚJO DE MELO - UFCG
Notícia cadastrada em: 29/11/2021 16:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao