Banca de DEFESA: RENATA PEREIRA SOARES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RENATA PEREIRA SOARES
DATA : 27/11/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Via google meet
TÍTULO:

PLANO ASSISTENCIAL DE ENFERMAGEM PARA MULHERES NO CLIMATÉRIO EM UMA MATERNIDADE PÚBLICA


PALAVRAS-CHAVES:

Climatério. Qualidade de Vida. Enfermagem. Plano Assistencial


PÁGINAS: 116
RESUMO:

O climatério, definido como evento biológico do ciclo feminino, compreende um período relativamente longo constituído por mudanças hormonais, físicas e emocionais que marca a transição do estágio reprodutivo para o não reprodutivo. O aumento da expectativa de vida das mulheres requer ações de promoção à saúde que lhes proporcionem melhorias na qualidade de vida. Diante desse contexto, esta pesquisa teve por objetivo construir um Plano Assistencial de Enfermagem com suporte na Teoria das Necessidades Humanas Básicas (TNHB) para mulheres acompanhadas no atendimento ambulatorial de climatério na Maternidade Escola Januário Cicco, em Natal-RN. A primeira fase do estudo consiste em uma pesquisa quantitativa do tipo seccional, cuja amostra contempla 131 mulheres na faixa etária de 40 a 65 anos, as quais responderam aos formulários: Escala da Menopausa (MRS) e Ficha de Investigação de Enfermagem. Primeiramente, os resultados identificados nas características sociodemográficas foram a prevalência de mulheres na faixa etária de 50 a 59 anos, cor parda, casadas, dois filhos, trabalho fora do lar, renda familiar de um salário mínimo, ensino médio completo e nascidas no interior do estado do Rio Grande do Norte. Em relação às características clínicas, o estudo aponta a predominância de 52% de sintomatologia moderada do climatério, sobrepeso, menopausa há mais de um ano, mais de duas gestações, presença de comorbidades e não fumantes. Sobre as necessidades humanas básicas, o maior número de mulheres que declarou frequentar a igreja católica; praticar exercício físico; ter dificuldade para dormir; alimentar-se de forma inadequada; além de não ter relação sexual ativa nem atividade prazerosa e/ou hobby; e em menor porcentagem, relataram perda urinária com frequência. No que diz respeito à análise inferencial, as necessidades psicobiológicas – eliminação, sono e nutrição – apresentaram associação com a sintomatologia moderada da MRS. A partir dos dados quantitativos e da análise do Modelo DNT e NANDA (2018), o estudo identificou, na segunda fase, os seguintes diagnósticos de enfermagem: distúrbio no padrão de sono, sobrepeso, eliminação urinária prejudicada, disfunção sexual e envolvimentos em atividade de recreação diminuídos. Na terceira fase, houve a construção do Plano Assistencial de Enfermagem para mulheres no climatério; e na quarta fase ocorreu a aprovação do Índice de Validação de Conteúdo de forma satisfatória. Quanto às limitações deste estudo, este aponta dificuldades encontradas na literatura sobre o assunto abordado. Com isso, recomenda que mais pesquisas sejam desenvolvidas sobre essa temática. Dessa forma, espera que o Plano Assistencial de Enfermagem possa ser implementado na consulta ambulatorial de enfermagem para o aperfeiçoamento do Processo de Enfermagem direcionados às mulheres nessa fase da vida.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2200719 - MARIA CLAUDIA MEDEIROS DANTAS DE RUBIM COSTA
Interna - 2207229 - SIMONE PEDROSA LIMA
Externa ao Programa - 4149590 - MARIA DE LOURDES COSTA DA SILVA
Externa à Instituição - ROSANGELA DINIZ CAVALCANTE - UERN
Notícia cadastrada em: 17/11/2020 10:28
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao