Banca de DEFESA: LUCAS GOMES MIRANDA BISPO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCAS GOMES MIRANDA BISPO
DATA : 02/03/2021
HORA: 14:00
LOCAL: meet.google.com/sgo-gvru-ukz
TÍTULO:

Uniforme Policial Militar: adequabilidade, funcionalidade e ergonometria.


PALAVRAS-CHAVES:

Têxtil Militar. Fardamento. Ergonomia do vestuário. Conforto. Caraterização.


PÁGINAS: 129
RESUMO:

O vestuário voltado aos profissionais para execução de suas atividades laborais é denominado de fardamento ou uniforme. No caso do vestuário militar, essa indumentária é a representação e símbolo oficial dos soldados (as) das forças armadas, expressando os valores, tradição, hierarquia e disciplina em cada uma das instituições, como na Polícia Militar. O vestuário militar deve atender aos seus utilizadores cumprindo os seguintes objetivos: proteção de fatores externos, funcionalidade para tarefas e identificação, além de proporcionar conforto. Devido a sua importância verifica-se diversas investigações científicas relacionadas a essa temática, principalmente nas instituições das forças armadas. Entretanto, há poucos estudos sobre a funcionalidade e conforto de fardamentos utilizados pela Polícia Militar. Esse fato fomenta a um cenário de escassez de conhecimento sobre as características de atributos estruturais e ergonômicos desses fardamentos, e a sua relação nas diferentes circunstâncias vivenciadas pelos PMs (clima, social e desempenho laboral). Diante disso, esta pesquisa tem como objetivo caracterizar as propriedades estruturais, colorimétricas e mecânicas dos fardamentos da Polícia Militar dos estados brasileiros Minas Gerais (MG), Rio Grande do Norte (RN) e Santa Catarina (SC), investigando o quão adequados estão para conjuntura das atividades laborais da PM, e analisar a percepção dos policiais militares do estado do RN. Para isso, foram realizados diversos ensaios nos exemplares de cada estado para caracterizar as propriedades estruturais, colorimétricas e mecânicas; e os agentes da PMRN foram entrevistados por meio de um questionário auto administrado com intuito de investigar a percepção sobre conforto, proteção e satisfação de seus fardamentos. Como resultados, foi possível verificar similaridade estrutural entre os fardamentos da PMMG e PMSC, e algumas diferenças significativas quanto ao fardamento da PMRN; no comportamento dos tecidos nas propriedades mecânicas, o fardamento da PMRN suportou maior carga e teve maior alongamento; o desempenho satisfatório na solidez à lavagem e à fricção seco e desempenho insatisfatório para solidez à fricção úmido para os três fardamentos. Na perspectiva dos agentes da PMRN, relataram se sentirem insatisfeitos e desprotegidos com o fardamento atual, tendo percepção negativa na maioria dos aspectos de conforto, proteção e satisfação. Tais resultados demonstram que essas indumentárias estão mais próximas de tecidos convencionais, não podendo ser consideradas têxteis técnicos e também não atendendo as demandas da PM. Sobre o fardamento específico da PMRN, é possível indicar que este ainda não é adequado e não possui funcionalidades, e que há necessidades de maiores estudos e melhorias para atender esses aspectos e quesitos ergonométricos. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2239386 - JOSE IVAN DE MEDEIROS
Interno - 3217842 - MARCOS SILVA DE AQUINO
Externo à Instituição - JOÃO BATISTA DA SILVA
Notícia cadastrada em: 22/02/2021 10:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao