Banca de DEFESA: ALAN JONES LIRA DE MELO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALAN JONES LIRA DE MELO
DATA: 23/07/2013
HORA: 09:30
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia – CT/UFRN
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DA ESTRUTURA DE TECIDOS TECNICOS COMO ELEMENTO REFORÇANTE EM COMPÓSITOS POLIMÉRICOS SISTEMA RESINA ISOFTÁLICO


PALAVRAS-CHAVES:

Fibra de aramida; Fibra de vidro; Compósito polimérico; Hibrido; Tecido técnico.


PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

Os materiais denominados de tecidos técnicos podem ser definidos como estruturas projetadas e desenvolvidas com a função de atender a requisitos funcionais específicos de diversos setores da indústria, caso da indústria automotiva e aeroespacial, ou outras aplicações específicas. Nesse sentido, a proposta desta dissertação consiste no desenvolvimento e fabricação de compósito polimérico com resina poliéster isoftálico reforçado, a partir de uma estrutura de tecido têxtil técnico confeccionado com fibras de alto desempenho de aramida (Kevlar 49) e fibra de vidro E, fabricados pelo mesmo método, cuja estrutura contribui para a melhoria das propriedades do material compósito polimérico resultante. Para tanto, foram desenvolvidas em escala laboratorial estruturas de tecidos têxteis técnicos de baixa gramatura e composição diferenciada de aramida (100%), híbrido 1 fibra de aramida/vidro (65/35%) e híbrido 2 fibra de aramida/vidro (85/15%) para utilização como elemento reforçante em compósitos com  matriz de poliéster insaturada isoftálico. Os compósitos poliméricos produzidos foram ensaiados em tração uniaxial e sua superfície de fratura avaliada por MEV.  O trabalho busca caracterizar o desempenho dos compósitos poliméricos elaborados, identificando as alterações e baseando-se na resistência ao ensaio de tração correspondente a comportamento mecânico. Os objetivos são verificar a potencialidade da utilização desta estrutura de reforço, juntamente com a utilização das fibras de alto desempenho e a resina, em termos de trabalhabilidade e resistência mecânica; verificar a aderência da fibra à matriz e os mecanismos de dano provocado pelo esforço de tração uniaxial aplicado nas amostras através de microscopia eletrônica de varredura e determinação de resistência à tração de ruptura por ensaio de tração. Os resultados mostraram que, em um estudo comparativo para a resposta dos ensaios mecânicos de tração uniaxial há resistência à ruptura dos compósitos e a eficiência da baixa porcentagem do elemento de reforço, sendo uma estrutura de tecido aberto têxtil técnico que apresenta característica de leveza e baixa gramatura adicionada nos compósitos poliméricos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1510735 - DANILO ALVES PINTO NAGEM
Externo ao Programa - 1755267 - MARIA CAROLINA BURGOS COSTA DO NASCIMENTO
Externo ao Programa - 1645481 - VIVIANE MUNIZ FONSECA
Externo à Instituição - CAUBI FERREIRA DE SOUZA JUNIOR - IFRN
Notícia cadastrada em: 22/07/2013 14:43
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao