Banca de DEFESA: VALDICLEIDE SILVA E MELLO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VALDICLEIDE SILVA E MELLO
DATA: 04/02/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 4 da Escola de Ciências e Tecnologia - ECT/UFRN
TÍTULO:

ESTUDO DAS PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS DO BIODIESEL E SUAS INFLUÊNCIAS NA DETERIORAÇÃO DOS ELASTÔMEROS EMPREGADOS NO SISTEMA DE INJEÇÃO DOS MOTORES DIESEL


PALAVRAS-CHAVES:

Biodiesel, propriedades físico-químicas, elastômeros, sistemas de injeção, desgaste.


PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

O uso do biodiesel tem ganhado força por seu caráter renovável e por diminuir o impacto ambiental causado pela queima dos combustíveis fósseis. Estes benefícios valeram a pena se o combustível apresentar bom desempenho, estabilidade química favorável e que não comprometa a integridade do sistema no qual venha a atuar.  A sua aplicação nos motores diesel tem sido indicada por apresentar maior lubricidade, que é desejável para este sistema em razão do funcionamento da bomba. Desse modo, este trabalho teve como objetivo verificar o papel das propriedades físico-químicas do biodiesel e correlaciona-las com os possíveis danos causados com o seu uso aos elastômeros aplicados no sistema de injeção dos motores diesel.  A metodologia foi dividida em três etapas: síntese dos biodieseis por metanólise e caracterização físico-química (viscosidade, estabilidade oxidativa, ponto de fulgor, acidez, umidade e densidade); ensaio pressurizado de compatibilidade dos biodieseis com os elastômeros (NBR e VITON) e por fim, análise da lubricidade dos biodieseis através de ensaio tribológico esfera-plano. Também foi avaliado o efeito da mistura do biodiesel ao diesel em diferentes proporções, que limitam a deterioração dos materiais em contato com este combustível. O Viton apresentou maior compatibilidade com todos os combustíveis em relação ao NBR, no entanto para o contato com o biodiesel de Girassol e suas blendas o grau de inchamento sofreu maiores influências devido a este biodiesel apresentar maior umidade. Para as demais blendas e combustíveis analisados, este elastômero manteve suas propriedades mecânicas praticamente constantes. Em relação aos combustíveis estudados e suas blendas os melhores desempenhos tribológicos foram observados para as maiores concentrações dos biodieseis, com coeficientes de atrito menores para o biodiesel de dendê. Os principais mecanismos de desgaste observados foram abrasivo e oxidativo

.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADELCI MENEZES DE OLIVEIRA - PETROBRAS
Externo ao Programa - 1308273 - EDUARDO LINS DE BARROS NETO
Interno - 347080 - JOAO TELESFORO NOBREGA DE MEDEIROS
Presidente - 1481705 - SALETE MARTINS ALVES
Notícia cadastrada em: 18/01/2013 11:46
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa22-producao.info.ufrn.br.sigaa22-producao