Banca de DEFESA: JOSE ORLANDO DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE ORLANDO DE OLIVEIRA
DATA: 30/03/2012
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

FABRICAÇÃO DE COMPÓSITO REFORÇADO COM SISAL PARA APLICAÇÃO NO VESTUÁRIO


PALAVRAS-CHAVES:

Fibra de sisal. Tingimento. Moda. Compósito.Resina de poliéster.


PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

A busca por novas tecnologias ecologicamente corretas tem se tornado uma grande preocupação nas últimas décadas.Estudos comprovam que compósitos poliméricos reforçados por fibras naturais são adequadas a um grande número de aplicações e seu uso é vantajoso em termos econômicos e ecológicos. O objetivo desta pesquisa é a fabricação de um compósito reforçado com fibra de sisal tingida e matriz de poliéster para aplicação na moda: vestuário, têxteis lar, acessórios de moda etc. Para o seu beneficiamento, as fibras de sisal foram submetidas aos diversos processos: tratamento químico com hidróxido de sódio (NaOH) na retirada das impurezas; alvejamento para remoção da cor amarelada natural da fibra e tingimento com corantes diretos para conferir as cores azul, verde e alaranjado. As fibras tingidas foram cortadas com comprimento de 30 mm e utilizadas na confecção das mantas. Para isso utilizou-se um preparador de manta por imersão, desenvolvido no Laboratório de Químico Têxtil da UFRN.Os compósitos medindo 300x300x3 mm foram moldados por compressão,com poliéster insaturado ortoftálico como matriz, e as amostras nos tamanhos 150x25x3 mm foram cortadas com auxílio de uma máquina à laser, para serem submetidas à análise mecânica de tração e flexão.As propriedades mecânicas de tração e flexão em três pontos foram realizadas no Laboratório de Metais e Ensaios Mecânicos de Engenharia de Materiais da UFRN.As amostras resultantes das propriedades mecânicas foram avaliadas no Microscopio Eletronico de Varredura (MEV) no CTGás RN. Com base nas análises dos resultados dos ensaios mecânicos, observou-se que os compositos tiveram bom comportamento mecânico, tanto na tração como na flexão.Também observou-se que no ensaio de absorção de água, as amostras tiveram um percentual diferente entre si, isso ocorreu devido à variação da densidade encontrada nas mantas. As imagens do MEV mostraram as falhas provenientes do processo de fabricação e a adesão fibra/matriz. Quando foram preparadas as amostras com as fibras tingidas para serem aplicadas na moda, os resultados foram positivos e pode-se concluir que o objetivo principal do presente trabalho foi atingido.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6346998 - RASIAH LADCHUMANANANDASIVAM
Externo ao Programa - 350248 - MARIA GORETE FELIPE
Externo à Instituição - ROBERTO SILVA DE SOUZA - IFRN
Notícia cadastrada em: 20/03/2012 15:04
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao