Banca de DEFESA: FRANCIELIO GOMES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCIELIO GOMES DA SILVA
DATA: 12/07/2011
HORA: 08:00
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

FIBRAS NATURAIS E SEU USO EM COMPÓSITOS POLIMÉRICOS


PALAVRAS-CHAVES:

Compósitos de fibras de curauá, compósitos de fibras de vidro-E compósitos híbridos, propriedades mecânicas.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

Nos últimos anos, tem-se percebido o grande interesse na utilização de fibras naturais, principalmente as fibras de curauá, como reforço em matriz polimérica, sejam isoladas ou em associação com fibras sintéticas (compósitos híbridos). As vantagens do uso dessas fibras no reforço de compósitos são: baixo custo, baixa densidade, boa tenacidade, boas propriedades térmicas e uso reduzido de energia para o seu tratamento ou processamento. No entanto, com a busca constante de soluções para os problemas relacionados com o baixo desempenho mecânico de algumas fibras naturais, têm-se encontrado materiais alternativos, como os compósitos a base de fibras naturais e híbridos. A utilização de compósitos dessa natureza vem sendo incentivada com fim de melhorar o desempenho estrutural dos compósitos. As diferenças entre as propriedades mecânicas desses compósitos, no que se refere à resistência e rigidez, nos permite avaliar sua performance sob carregamento de tração. O presente trabalho tem como principal objetivo avaliar o desempenho mecânico dos compósitos de curauá e híbrido (de fibras de curauá e fibras de vidro) sob tração uniaxial, em diferentes configurações, com a intenção de possibilitar o uso desses materiais em futuras aplicações em elementos estruturais. Nesse trabalho, descreve-se também um estudo comparativo das propriedades mecânicas dos laminados unicamente de fibra de curauá (1C_450) com gramaturas de 450 g/m², e dos laminados híbridos (2V1C_450, 4V3C_450 e 4V3C_300) com gramaturas de 450 g/m² e 300 g/m². Todos os laminados foram fabricados através do processo de fabricação manual (hand-lay-up), utilizando-se como matriz a resina poliéster ortoftálica.

A partir de ensaios de tração uniaxial submetidos em corpos-de-prova, analisaram-se as propriedades mecânicas de resistência última, de módulo de elasticidade (rigidez) e de deformação de ruptura. O aumento do número de camadas nos laminados híbridos diminuiu de modo significativo a resistência e rigidez desses materiais; a diminuição da gramatura da manta, por sua vez, de 450 g/m² para 300 g/m² aumentou tais propriedades, porém de modo pouco significativo. No entanto, os laminados híbridos, principalmente o compósito (2V1C_450), tiveram desempenho superior da resistência última à tração, sobre todas as configurações analisadas dos compósitos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1338331 - RAIMUNDO CARLOS SILVERIO FREIRE JUNIOR
Externo ao Programa - 5220696 - LUIZ CLAUDIO FERREIRA DA SILVA
Externo à Instituição - JOHN EDWARD NEIRA VILLENA - CTGás

Notícia cadastrada em: 08/07/2011 11:45
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao