Banca de DEFESA: NICOLAS MATHEUS DA FONSECA TINOCO DE SOUZA ARAÚJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NICOLAS MATHEUS DA FONSECA TINOCO DE SOUZA ARAÚJO
DATA : 11/10/2019
HORA: 09:30
LOCAL: Auditório do Laboratório de Manufatura - LABMAN/NTI
TÍTULO:

INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA NO DESEMPENHO DE CÉLULAS SOLARES DE SÍLÍCIO POLICRISTALINO


PALAVRAS-CHAVES:

Células Fotovoltáicas; Parâmetros PV; Modelo Equivalente Fotovoltaico;
Desempenho Fotovoltaico


PÁGINAS: 108
RESUMO:

Ao longo dos anos, a contribuição da energia fotovoltaica para um mundo ambientalmente consciente está continuamente crescendo, enquanto seus custos, reduzindo. Nas tecnologias PV, a temperatura da célula solar e a radiação solar incidente são os principais fatores os quais afetam seu desempenho. O foco desse trabalho será a temperatura, tendo em vista o pequeno número de investigações atualmente disponíveis na literatura, as quais abrangem simultaneamente os modelos elétricos equivalentes e todos os aspectos da influência da temperatura sobre os parâmetros de desempenho das células solares. Por conseguinte, a fim de superar esse déficit, fez-se um estudo acerca do impacto da temperatura nos parâmetros de desempenho de uma célula solar de silício e uma busca por qual o modelo mais adequado para simular células fotovoltaicas com a temperatura de operação variando. O experimento será realizado utilizando células fotovoltaicas policristalinas de silício com um intervalo de temperatura 20–60 °C sobre uma intensidade luminosa de 1.000 W/m2, empregando um simulador solar (SOLSIM) desenvolvido pelo INPE e adaptado pelo autor. Nesse trabalho, as principais pesquisas acerca do problema de estimação dos parâmetros dos modelos equivalentes de células solares são classificadas de acordo com o número de parâmetros, a forma de extração dos parâmetros, as equações de translação e o próprio material da célula. Os principais modelos existentes são discutidos de forma a diferenciar seus níveis de aproximação. Uma classificação qualitativa foi realizada e, assim, encontraram-se quatro modelos como sendo os melhores para simular o comportamento de uma célula PV diante os aspectos considerados, destacando-se ainda um modelo específico com maior potencial. Realizou-se uma breve revisão das diversas relações matemáticas envolvendo a influência da temperatura sobre as células solares. Uma possível solução para minimizar a redução da eficiência causada pela temperatura é apresentada. Espera-se que tal solução, portanto, melhore o desempenho dos aparelhos que utilizam a tecnologia PV.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2266607 - FABIO JOSE PINHEIRO SOUSA
Externo ao Programa - 1807863 - FLAVIO BEZERRA COSTA
Externo ao Programa - 1770049 - GABRIEL IVAN MEDINA TAPIA
Externa à Instituição - JULIANA RICARDO DE SOUZA - IFRN
Notícia cadastrada em: 30/09/2019 16:02
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao