Banca de DEFESA: EDGLAY DE ALMEIDA ROCHA FILHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDGLAY DE ALMEIDA ROCHA FILHO
DATA : 31/07/2019
HORA: 14:30
LOCAL: Sala 414 do CTEC - UFRN
TÍTULO:

ESTUDO DA CAMADA NITRETADA EM SUPERFÍCIES EXTERNAS E INTERNAS DE TUBULAÇÕES METÁLICAS


PALAVRAS-CHAVES:

Tubos, Nitretação a plasma, corrosão e nitreto de ferro. 


PÁGINAS: 62
RESUMO:

A nitretação a plasma permite a melhoria de várias propriedades físicas de superfícies metálicas, como dureza, resistência ao desgaste e corrosão. Em tubulações metálicas, o grande desafio encontra-se em como reduzir os efeitos da corrosão interna gerada pela transferência de líquidos e seus contaminantes. Neste sentido, o presente trabalho propõe-se a produzir filmes finos de nitreto de ferro em tubos de aço carbono doce visando a melhoria de propriedades mecânicas que venham a inferir melhoria na resistência a corrosão. Para tanto, utilizou-se a nitretação a plasma por gaiola catódica (CCPN). Alterou-se a proporção de gases (80% de N2 + 20% de H2+Ar ou 20 de N2 + 80% de Ar+H2) e a temperatura (400ºC, 450ºC, 500ºC), a amostra foi posicionada externa a gaiola, em potencial catódico, e os demais parâmetros foram fixados. Os filmes finos produzidos foram avaliados através das técnicas de difração de raios-X (DRX), Microscopia eletrônica de varredura (MEV) e análises de microdureza. Identificou-se a presença de filmes finos em todas as amostras tratadas e o aumento da espessura desses foi proporcional ao aumento da temperatura quando manteve-se constante a mesma proporção de gás. Entretanto, devido à alta pressão, as amostras tratadas com atmosfera predominantemente inerte tiveram uma menor espessura de filme. Agulhas de Fe4N foram encontradas e comprovadas através da análise de DRX, observando também a presença de outras fases de nitreto de ferro (FeN, Fe2N, Fe3N). A determinação dessas fases evidenciou a capacidade de proteção corrosiva dos filmes formados através de estudos anteriores. Em relação a dureza das amostras, a maior dureza foi obtida nas amostras tratadas com menor temperatura (400ºC), mas esse aumento não foi propagado no interior dos modelos. As amostras com maior zona de difusão e microdureza mais uniforme foram encontradas com maior temperatura de tratamento.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - IGOR OLIVEIRA NASCIMENTO - NENHUMA
Presidente - 2614274 - MICHELLE CEQUEIRA FEITOR
Externo à Instituição - ROMULO RIBEIRO MAGALHAES DE SOUSA - UFPI
Interno - 2550377 - THERCIO HENRIQUE DE CARVALHO COSTA
Notícia cadastrada em: 22/07/2019 18:51
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao