Banca de QUALIFICAÇÃO: EVERLÂNIA MARIA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EVERLÂNIA MARIA DA SILVA
DATA : 28/10/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE CÉLULA A COMBUSTÍVEL, OBTIDA A PARTIR DA HIDROTERMALIZAÇÃO DE ÓXIDOS SEMICONDUTORES A BASE DE CÉRIO E SAMÁRIO, VIA ROTA HIDROTERMAL, ASSISTIDA POR MICRO-ONDAS


PALAVRAS-CHAVES:

Cerâmica avançada, Eletrólito, Coprecipitação, Hidrotermal.


PÁGINAS: 114
RESUMO:

No contexto atual da geração de energia limpa, os nanocompósitos fazem-se uma opção multidisciplinar. A produção de cerâmicas avançadas nessa escala, visto que estas já estão presentes em várias aplicações de ponta, graças às suas respostas positivas às propriedades avaliadas, principalmente quando submetidas a altas temperaturas ou agentes químicos. Apesar das cerâmicas se mostrarem frágeis (quebradiças), fator este que vem sendo superado por práticas em pesquisas. A exemplo disso tem-se a adição de óxidos da classe dos ‘terras raras’, a fim de aumentar a dureza das cerâmicas, ou ainda, a utilização da mesma classe de óxidos como agentes ‘dopantes’ na composição de eletrólitos semicondutores, para aumentar sua atividade elétrica. Seguindo essa linha, este trabalho propôs a coprecipitação por hidróxidos de amônio, tendo como concentrações dos óxidos respectivamente: Ce0,9Sm0,1; Ce0,8Sm0,2;Ce0,7Sm0,3, que foram assim definidas, para que a partir da melhor estabilidade de reação, se optasse por uma proporção de dopagem. O tratamento térmico se deu pela síntese hidrotermal, assistida por microondas, em faixa de temperatura de 80ºC e em diferentes tempos de reação (30min; 45min; 1h). Para verificação dos resultados, foram realizados ensaios de Análise Termogravimétrica; Microscopia Eletrônica de Varredura e de Refinamento, para os quais foram verificados, respectivamente, estabilidade térmica da resina precursora sob temperaturas de até 1400ºC; Pelo MEV, pode-se verificar a forma cúbica dos cristais e a formação de aglomerados em função do agente precipitante; Verificou-se, ainda uma melhor obtenção de nanopartículas à medida que se controlava a proporção do agente dopante nas reações.  A síntese por coprecipitação de hidróxidos, seguida pelo tratamento térmico, via rota hidrotermal, assistida por microondas demonstrou ser uma opção promissora para cristalização de óxidos, em temperaturas bem mais baixas, se comparadas às de calcinação convencional.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1300987 - CARLOS ALBERTO PASKOCIMAS
Interno - 349104 - LUIZ GUILHERME MEIRA DE SOUZA
Interno - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 11/10/2016 14:58
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao