Banca de DEFESA: DAVID ALEXANDRE SICOLO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DAVID ALEXANDRE SICOLO
DATA : 18/03/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Remota
TÍTULO:
Sound quality in the classroom: study of acoustic conditioning solutions for a reference manual for state public schools in Rio Grande do Norte

PALAVRAS-CHAVES:

Arquitetura escolar; Condicionamento acústico; Inteligibilidade da fala; Acústica de salas de aula.


PÁGINAS: 80
RESUMO:

As salas de aula são o espaço principal da troca do conhecimento e construção do saber. Sendo a fala o instrumento mais utilizado para estes fins, seu entendimento adequado é fundamental. A inteligibilidade da fala em salas de aula depende de fatores de condicionamento acústico do ambiente – contudo, o controle desse condicionamento depende de conhecimento e ferramentas específicas. A Secretaria de Educação do Governo do Rio Grande do Norte, em uma tentativa de garantir qualidade para as escolas sob sua administração, está desenvolvendo um manual de “Padrões Referenciais de Funcionamento da Escola”, que inclui elementos de conforto ambiental. Esse manual não contempla, todavia, instruções para condicionamento acústico dos ambientes escolares. Esta dissertação procura contribuir para esse manual através do objetivo geral de elaborar e analisar soluções arquitetônicas de conforto acústico para subsidiar projetos de salas de aula nas escolas da rede pública estadual do Rio Grande do Norte. Analisando parâmetros de tempo de reverberação (T30), tempo de decaimento inicial (EDT), índice de transmissão da fala (STI) e definição (D50), para salas de aula de 3 escolas da rede estadual, foram construídos modelos de soluções diversos para cada realidade, combinando forros plano e inclinados com diferentes proporções de área de material acústico. Com valores de referência respaldados em pesquisas recentes, essas simulações foram realizadas para dar um alcance de possíveis valores de coeficiente de absorção do material a ser aplicado em cada solução. Foram analisados os resultados simulados para cada uma das configurações de forro em todas as salas de aula. Com base nisso, foi proposto um procedimento passo a passo a ser incorporado ao manual de Padrões Referenciais do Governo do Estado, que inclui as soluções de forro e os valores simulados. A pesquisa encontrou que todas as salas de aula apresentavam valores de parâmetros acústicos fora do recomendado. Também foi constatado que a maioria dos forros propostos apresentam valores amplos de diferença entre máximos e mínimos de coeficiente de absorção, possibilitando uma variedade de escolhas de material acústico. Encontrou-se uma disparidade entre os valores de referência de T30, EDT, STI e D50, sendo os valores de STI consideravelmente mais restritivos que os demais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3549781 - BIANCA CARLA DANTAS DE ARAUJO
Interna - 347627 - VIRGINIA MARIA DANTAS DE ARAUJO
Externa ao Programa - 1194201 - MARINA MEDEIROS CORTES - UFRNExterna à Instituição - LUCIANA DA ROCHA ALVES - UFPE
Notícia cadastrada em: 14/03/2024 11:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao