Ex-aluna do PPGAU/UFRN é selecionada para expor na Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo

A obra “Pilares Vivos”, instalação de autoria da natalense Jéssica Bittencourt, foi selecionada entre quase 300 trabalhos do mundo todo para ser exposta na Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo. É a primeira vez que ocorre do Rio Grande do Norte contar com uma representante no evento, que já está em sua 13ª edição.

 

Jéssica Bittencourt é artista visual, arquiteta e urbanista formada pela UFRN e professora do Departamento de Artes da UFRN. Atualmente vem desenvolvendo trabalhos relacionados às adversidades da cidade contemporânea, tendo como foco o problema crescente da desigualdade socioespacial. Entre eles, se destaca o projeto Pilares Vivos, instalação-denúncia que reproduz as dimensões e algumas das condições do interior dos pilares da ponte Newton Navarro, um dos principais cartões postais da cidade de Natal, e que tem servido hoje, também, de abrigo para pessoas em situação de rua da região.

 

A descoberta dessa ocupação remonta ao seu período da graduação em 2011, quando ainda aluna na disciplina de Planejamento Urbano e Regional ministrada pela professora Dra. Ruth Ataíde. Na época foi realizado um levantamento urbanístico sobre a Redinha, abrangendo sua história, arquitetura e a relação dos moradores com o bairro.

 

Cada pilar é oco e possui uma entrada pela qual os moradores dos arredores, pescadores e  proprietários de barracas acessam e usam seu interior como deposito de ferramentas, utensílios de pescaria, cadeiras e mesas. Aqueles que ocuparam geralmente colocam uma porta, fechando-a com cadeado e gravando seu nome e telefone nas faces do pilar. Porém, há também os que o usam como única opção de abrigo.

 

A instalação denúncia de Jéssica Bittencourt, que esteve anteriormente no SESC Cidade Alta (2018) e no XVIII ENANPUR (2019), integrará dessa vez a exposição "Produções Insurgentes" da Bienal Internacional de Arquitetura junto de outros 22 trabalhos com temática de impacto social.


“Pilares Vivos é, por todas as questões sociais e espaciais que evidencia, uma obra relevante às discussões de contemporaneidade e direitos humanos, especialmente sensível em suas escolhas, e notável pela experiencia psicológica e sensorial que proporciona”, conta a assistente de produção Stephanie Bittencourt.

 

O evento está previsto para iniciar no dia 21 de maio, indo até o 10 de julho, em São Paulo, e é realizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil - Departamento de São Paulo (IAB/SP). Para mais informações, acesse: https://bienaldearquitetura.org.br/

 

[informações de Stephanie Bittencourt, Jornalista e assistente de produção]

 

 

Notícia cadastrada em: 31/03/2022 19:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao