Banca de QUALIFICAÇÃO: VERNER MAX LIGER DE MELLO MONTEIRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VERNER MAX LIGER DE MELLO MONTEIRO
DATA : 31/05/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Miniauditório do PPGAU/UFRN
TÍTULO:

A construtibilidade no processo de projeto paramétrico


PALAVRAS-CHAVES:

Construtibilidade, processo de projeto, projeto paramétrico, projeto colaborativo, modelagem paramétrica


PÁGINAS: 71
RESUMO:

A incorporação da modelagem paramétrica ao processo de projeto computacional tem proporcionado a arquitetos a possibilidade de experimentar formas geométricas sem precedentes, mas tem trazido consigo a dificuldade de materialização do edifício projetado, que comumente não é considerada nas fases iniciais da concepção. Essa dificuldade de pensar a materialidade desde o princípio pode levar à descaracterização, nas fases posteriores, do que foi concebido inicialmente pelo projetista, podendo levar a mudanças mais drásticas também na própria construção, quando não incorre em inviabilidade construtiva. Esse contexto traz ao processo de projeto uma forte necessidade de integração entre estrutura, materiais, fabricação e construção. Essa complexidade de tarefas requer, segundo aponta a literatura, a atuação de uma equipe de projeto trabalhando colaborativamente, especialmente unindo a expertise de arquitetos e engenheiros civis. Esse cenário confluiu para a elaboração da seguinte questão de pesquisa: “Como a construtibilidade interfere no processo de projeto paramétrico?”. Partindo do pressuposto que o conhecimento das restrições construtivas, por uma equipe colaborativa, otimiza a forma arquitetônica, o tempo e o custo de obra, lançamos a hipótese de que no processo de projeto paramétrico, os aspectos de construtibilidade (restrições práticas de projeto) assumem caráter de restrição radical - aquelas que guiam ou constituem a base essencial de determinados processos de projeto, conduzindo mais facilmente o processo de projeto e a construção do edifício. De modo mais específico, a modelagem paramétrica pode ser uma ferramenta que vai além da criação de formas complexas: ela agrega os aspectos construtivos e facilita a construtibilidade do edifício. O objeto compreende, portanto, a relação entre a construtibilidade e o processo de projeto paramétrico. O objetivo geral da pesquisa constitui em analisar como as questões relativas à construtibilidade, consideradas por uma equipe colaborativa, interferem no processo de projeto paramétrico. O método utilizado foi baseado na pesquisa construtivista, e está dividido em compreensão do problema (fase I), proposição de uma solução (fase II) e validação (fase III). A fase I, de compreensão, está amparada pelas etapas de construção de Referencial Teórico-conceitual e Referencial Empírico, da realização Experimentos de Projeto com arquitetos e engenheiros civis e da Análise de disciplinas (no âmbito da graduação em Arquitetura) em instituição de ensino estrangeira. A fase II, de proposição, será composta da indicação e aplicação de diretrizes metodológicas para um projeto paramétrico focado na construtibilidade, que será validada (Fase III) através da criação de um painel de experts na área. Espera-se que a pesquisa contribua para a área de CAAD (Computer Aided Architectural Design) com um estudo sobre o impacto da construtibilidade no processo de projeto de Arquitetura e com a indicação de diretrizes metodológicas para um projeto paramétrico focado na construtibilidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2508732 - HEITOR DE ANDRADE SILVA
Presidente - 1298938 - MAISA FERNANDES DUTRA VELOSO
Externo à Instituição - PAULO MANUEL DOS SANTOS PEREIRA DE ALMEIDA - ULISBOA
Externo à Instituição - PEDRO MIGUEL GOMES JANUÁRIO - ULISBOA
Notícia cadastrada em: 16/05/2019 15:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao