Banca de DEFESA: RODRIGO COSTA DO NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RODRIGO COSTA DO NASCIMENTO
DATA : 27/05/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CT/UFRN
TÍTULO:

Quanto custa a cidade após um megaevento esportivo? Configuração espacial, obras da Copa de 2014 e efeitos na precificação imobiliária na região metropolitana de Natal/Brasil.


PALAVRAS-CHAVES:

Precificação imobiliária, configuração espacial, Copa do Mundo de 2014


PÁGINAS: 427
RESUMO:

Nas cidades as inter-relações entre localizações, proximidades entre setores funcionalmente variados, atratores e satisfações de demandas populacionais, viabilizados pelo conjunto barreiras e permeabilidades, se apresentam como fatores de precificação imobiliária, representação monetária do valor e da circulação do capital no ambiente urbano (ABRAMO, 2007; MARX, 1991 e LEFEBVRE 2001, BOTELHO, 2015). Como sistema articulado entre objetos, ações e fluxos o espaço assume propriedades configuracionais que se tornam protagonistas e/ou coadjuvantes de interesses econômicos transformando a cidade em mercadoria (SANTOS, 1996; CARLOS, 2018 E HARVEY, 1996). Seus potenciais de acessibilidade – propriedade da configuração que independe de atratores (HILLIER e HANSON, 1984; HILLIER, 1996) e que permite superar barreiras ao intercâmbio de bens serviços e informações (CAMAGNI, 2004) - se impõem como atração ao mesmo tempo que pode protagonizar processos de recomposição de preções imobiliários por vezes sujeitos a influência de grandes infraestruturas de impacto urbano. Nesse contexto se inserem as intervenções de megaeventos - os Grandes Projetos Urbanos (GPUs) - que trazem profundas rupturas espaciais em grandezas escalares (CUENYA, et al. 2013; NOBRE, 2017; DANTAS et al., 2014;). Em Natal/RN, assim como em outras cidades brasileiras, a Copa de 2014 gerou alterações configuracionais a ponto de redefinir níveis de acessibilidade bem como preços imobiliários desde pelo menos 2007 em áreas centrais ou de expansão (SILVA, 2014; SANTOS JR. ET AL, 2015). Este estudo busca compreender a influência da configuração e acessibilidade espaciais sobre a os preços imobiliários em áreas atingidas por obras da Copa de 2014 na zona urbana e RMNatal. Apresenta a premissa de que relações entre acessibilidade espacial e localização interferem mais na precificação imobiliária em áreas de intensa centralidade do que a implantação de obras de impacto urbano – caso da Arena das Dunas no bairro de Lagoa Nova. Já em áreas de expansão, preços do solo parecem responder à combinação entre acessibilidade espacial e obras de grande impacto – caso do Aeroporto Aluízio Alves, na área de expansão de São Gonçalo do Amarante/RN. Pesquisas em escrituras imobiliárias resultaram no levantamento de valores de avaliação (preços) de apartamentos, casas e terrenos (Lagoa Nova) e lotes (São Gonçalo do Amarante) observando entre os anos de 2012 e 2016. Considerando o espaço como variável independente (atuante) e dependente (resultante), recorre-se a Lógica Social do Espaço (LSE) – ramo da morfologia dedicado às relações entre espaço e sociedade - e a Análise Sintática do Espaço (ASE) - técnicas de leituras gráficas e quantitativas para análise espacial - para compreender relações entre acessibilidade topológica da configuração espacial, obras de grande impacto (atratores) e precificação imobiliária, aplicando medidas de integração e choice (escolha) em representações lineares axiais e de segmentos (HILLIER e HANSON, 1984; HILLIER, YANG e TURNER, 2012). Integração referem-se à centralidade de um conjunto de eixos acessíveis (HILLIER, 1996 e 1993) e choice ao quão escolhido é um fragmento de linha, entre uma origem e um destino (TURNER, 2001, 2008). Tais variáveis ajudaram a interpretar se a preços elevados estão melhor relacionados à conjuntos de vias mais acessíveis (integração) em rotas de origem-destino e/ou se atreladas às mais intersticiais com elevados potenciais de atravessamento (choice), porém não muito distantes das obras de impacto. Resultados confirmam precificação nos apartamentos e casas entre 01 e 03 dormitórios em Lagoa Nova, e terrenos, relacionadas à sobreposição entre rotas origem-destino (movimento “para” como integração) e de atravessamento (movimento “entre” como escolha ou choice) das principais rotas da trama viária, eventualmente proximas à Arena. Em São Gonçalo do Amarante, lotes padrões de 200 m² - de faixas médias - parecem se precificar em loteamentos próximos ao principal eixo de integração e choice (BR 406) que confere acesso entre Natal e aeroporto, ao passo que lotes mais caros tendem a se localizar nesses loteamento em sistemas de intenso atravessamento, ou em setores muito reservados (de intermediárias e baixas integrações e atravessamentos) em loteamentos mais distantes do eixo mais integrado que conecta o aeroporto e Natal.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1720813 - GEORGE ALEXANDRE FERREIRA DANTAS
Interno - 2432718 - ALEXSANDRO FERREIRA CARDOSO DA SILVA
Interna - 350255 - EDJA BEZERRA FARIA TRIGUEIRO
Externo à Instituição - JEFERSON CRISTIANO TAVARES - USP
Externo à Instituição - VALÉRIO AUGUSTO SOARES DE MEDEIROS - UnB
Notícia cadastrada em: 08/05/2019 16:48
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao