Banca de QUALIFICAÇÃO: ALINE DANTAS DE ARAUJO DAMORE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALINE DANTAS DE ARAUJO DAMORE
DATA : 26/10/2018
HORA: 15:00
LOCAL: Miniauditório do PPGAU/UFRN
TÍTULO:

ENSINO DE PROJETO DA HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL EM CURSOS DE ARQUITETURA E URBANISMO BRASILEIROS


PALAVRAS-CHAVES:

ensino de projeto arquitetônico; habitação de interesse social; práticas projetuais


PÁGINAS: 115
RESUMO:

Ampla, multidisciplinar e com especificidades próprias, a preocupação com o tema “Habitação de Interesse Social” (HIS) tem estado presente na realidade brasileira desde a década de 1930. Dada a sua importância para o cenário do país, entende-se ser esperável sua presença nos cursos de Arquitetura e Urbanismo (CAU’s). Diante desse entendimento, questiona-se: de que forma(s) o ensino de HIS é hoje abordado nos CAU’s brasileiros? Que fatores foram relevantes para essa forma de abordagem? Partindo dessas perguntas, a tese em desenvolvimento tem como objetivo geral caracterizar o panorama atual do ensino do projeto de HIS nos cursos de Arquitetura e Urbanismo brasileiros. São objetivos específicos: (1) identificar os marcos temporais determinantes do cenário brasileiro atual no campo da HIS; (2) compreender, sob a ótica dos docentes que atuam ou atuaram na área, como se deu a inserção do tema da HIS nos CAU’s brasileiros, em especial em relação ao ensino do projeto; (3) identificar modos como o tema está sendo abordado no ensino de projeto na atual graduação brasileira em AU. Teoricamente, a pesquisa apoia-se em um quadro conceitual que envolveu uma discussão sobre habitação, habitabilidade e habitação de interesse social, que ainda se encontra em aprofundamento. Na fase empírica recorreu-se a uma estratégia multimétodos para a coleta de dados, realizada em três etapas: (1) compreensão do modo como os CAU’s brasileiros abordam o tema HIS; (2) entendimento da percepção dos docentes sobre o ensino de HIS na graduação brasileira; (3) visita a instituições que se destacam nesse campo (etapa em andamento no semestre 2018.2). A partir dos resultados encontrados até o momento, pode-se dizer que, embora nem sempre explícito em Projetos de Curso ou Grades Curriculares, o projeto de HIS está presente na maioria dos cursos estudados: seja ensinado nas disciplinas seja através de projetos de pesquisa e extensão. Muitas vezes a opção por trabalhar o tema é iniciativa dos docentes que configuram ou configuraram a disciplina, mesmo que a temática da HIS não esteja determinada no ementário. Em contrapartida, existe um curso de graduação cuja proposta curricular tem a HIS como alicerce (UFMG noturno). Constata-se que, tendo passado por discussões mais técnicas, econômicas e pragmáticas na primeira metade do século XX, atualmente os debates acadêmicos nesse campo incidem principalmente sobre: (i) modos de projetar a HIS levando em consideração os futuros usuários; (ii) os impactos destes empreendimentos na cidade e no meio ambiente; (iii) intervenções em preexistências urbanas (requalificação de favelas e similares); (iv) tipos de programas e tipologias existentes; (v) incorporação de avanços tecnológicos à construção. Percebe-se, ainda, que trata-se de uma temática em que a integração entre disciplinas de AU e mesmo com outros cursos de graduação é muito presente, bem como a busca pela participação/colaboração de profissionais do mercado, agentes dos governos e, principalmente, da comunidade, condição que oportuniza aos estudantes o contato com a realidade urbana e social que os envolve.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149643 - GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
Externo à Instituição - JOSÉ JORGE BOUERI - ULISBOA
Interno - 1149528 - MARCIO MORAES VALENCA
Externo à Instituição - NIRCE SAFFER MEDVEDOVSKI - UFPel
Notícia cadastrada em: 04/10/2018 14:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao