Banca de DEFESA: MARIANA BARBOSA CARLOS DE ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIANA BARBOSA CARLOS DE ALMEIDA
DATA : 15/05/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Miniauditório do PPGAU/UFRN
TÍTULO:

Uma análise da implantação e da funcionalidade dos projetos padrão do FNDE: a experiência das escolas infantis tipo “B” do Proinfância em Natal/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Arquitetura escolar, Análise projetual, Escolas infantis, Projeto padrão.


PÁGINAS: 216
RESUMO:

A educação das crianças de 0 a 5 anos em instituições de educação infantil tem sido cada vez mais valorizada nas últimas décadas, tanto em função da necessidade dos pais que trabalham fora de casa, quanto por razões relacionadas ao desenvolvimento da criança. Dessa forma, a universalização da educação infantil passou a ser uma meta imprescindível para o aprendizado efetivo no ensino fundamental e médio, reduzindo a repetência e aumentando o sucesso na educação básica. O Programa Proinfância foi criado nesse contexto, buscando ampliar a oferta de educação infantil, além de oferecer apoio para aquisição de equipamentos e mobiliário. O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) disponibiliza, por meio desse programa, vários projetos padrão para a construção das escolas financiadas pela União, uma prática muito comum no Brasil. Os projetos padronizados necessitam de certa flexibilidade para permitir ajustes às condições do local e produzir uma arquitetura de qualidade; no entanto, nesse caso, não há margem para alterações. Sendo assim, a pesquisa busca compreender a implantação dos projetos padrão das escolas infantis do FNDE e a adequação desse espaço construído no contexto da cidade de Natal/RN. A primeira etapa consistiu na revisão da literatura, em seguida, na análise técnica do projeto “tipo B”, e depois, na realização de estudos de caso em duas instituições infantis, contemplando, além de visitas técnicas, entrevistas com os funcionários das escolas e com arquitetos da Secretaria Municipal de Educação (SME). Os resultados das análises demonstram que o projeto precisa de revisões em diversos aspectos para melhorar seu desempenho, principalmente, no programa de necessidades, nos dimensionamentos de diversos ambientes, no conforto ambiental em geral, na valorização das áreas externas, entre outras questões. Além disso, os espaços projetados precisam de maior flexibilidade para alterações de layout e de usos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - GISELLE ARTEIRO NIELSEN AZEVEDO - UFRJ
Interno - 1149643 - GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
Presidente - 1298938 - MAISA FERNANDES DUTRA VELOSO
Notícia cadastrada em: 10/04/2018 14:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao