Banca de DEFESA: RICARDO FERREIRA DE ARAUJO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RICARDO FERREIRA DE ARAUJO
DATA : 30/01/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Miniauditório do PPGAU/UFRN
TÍTULO:

A POÉTICA DA ECONOMIA NA ARQUITETURA: De um relato histórico da modernidade brasileira às perspectivas para a contemporaneidade.


PALAVRAS-CHAVES:

Arquitetura Nova; fatores de economia; modernidade brasileira; arquitetura contemporânea.


PÁGINAS: 160
RESUMO:

A experiência construtiva em Sérgio Ferro, Rodrigo Lefèvre e Flávio Império, do Grupo Arquitetura Nova (GAN), ligada ao cenário político, cultural e artístico brasileiro dos anos 1960-1970, contribuiu para renovação da arquitetura moderna brasileira com uma proposta chamada de “poética da economia”. A proposta do GAN, se embasou no conhecimento técnico-construtivo trazidos de sua formação profissional – a influência de João Batista Vilanova Artigas e da Escola Paulista, herdando particularmente suas abordagens construtivas e o forte vínculo que ambos estabeleciam entre atuação política e prática profissional – e da experiência do operário, o trabalho executado no canteiro de obras, no qual o “esforço coletivo” apontava soluções econômicas, de baixo custo, o uso de tecnologias construtivas alternativas, não convencionais, livres de elementos supérfluos. A qualidade arquitetônica era resultado da aplicação sistemática de decisões pautadas na economia de meios. As experimentações baseavam-se na pré-moldagem de elementos construtivos que foram inicialmente empregados em projetos de residências destinadas à burguesia, mas que revelavam uma proposição inovadora à ser direcionada à habitação popular. A poética da economia no GAN levou alguns anos e somente encontramos o seu sentido, os fundamentos que a determina, quando observadas os escritos e reflexões do grupo em sua atuação profissional, a crítica ao canteiro de obras e as estratégias políticas para uma abordagem construtiva baseada nos fatores de economia: mínimo útil, mínimo construtivo e mínimo didático. O objetivo deste trabalho é investigar a origem destes três fatores econômicos no GAN e conceituá-los. Mostrar que a poética da economia, uma expressão arquitetônica ligada à modernidade brasileira também pode ser identificada em arquitetos contemporâneos ao grupo; e apresentar quais são as perspectivas para uma poética da economia na produção arquitetônica contemporânea.  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 098.643.421-34 - NELCI TINEM - UFPB
Interno - 350255 - EDJA BEZERRA FARIA TRIGUEIRO
Interno - 1720813 - GEORGE ALEXANDRE FERREIRA DANTAS
Externo à Instituição - ANA PAULA KOURY - USJT
Externo à Instituição - GERMANA COSTA ROCHA - UFPB
Externo à Instituição - MARCIO COTRIM CUNHA - UFPB
Notícia cadastrada em: 15/12/2017 13:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao