Banca de DEFESA: LEILA ARAUJO GUILHERMINO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LEILA ARAUJO GUILHERMINO
DATA: 25/06/2015
HORA: 10:00
LOCAL: Miniauditório do PPGAU/UFRN
TÍTULO:

Atmosferas arquitetônicas: projeto e percepção na obra de Peter Zumthor


PALAVRAS-CHAVES:

Atmosferas arquitetônicas, Fenomenologia da Arquitetura, Peter Zumthor, Arquitetura Contemporânea.


PÁGINAS: 202
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Arquitetura e Urbanismo
RESUMO:

Esta dissertação dedica-se à discussão sobre as atmosferas arquitetônicas, usando-se como referência para a análise as obras e os relatos do arquiteto suíço Peter Zumthor. O termo "atmosfera arquitetônica" é definido no estudo como a condição complexa e genérica percebida pelo usuário no momento da experienciação de um dado lugar. A composição de uma atmosfera se dá pela sobreposição de todas as características físicas que compõem um espaço, e sua percepção, condicionada a aspectos individuais do usuário, se concretiza por todos os receptores do corpo humano, por meio de um processo multissensorial, e influencia qualitativamente a experienciação dos espaços construídos pela arquitetura. O estudo compreende três capítulos. No primeiro deles, apresenta-se uma reflexão sobre o tema atmosferas arquitetônicas, passando pela formação do conceito e sua definição como também por uma compilação de princípios projetuais que levam à composição de atmosferas arquitetônicas em obras de profissionais diversos. No segundo capítulo, realiza-se um estudo sobre os procedimentos adotados por Peter Zumthor em seu processo projetual, focado na composição de atmosferas. No terceiro, por fim, são analisados os projetos da Capela do Irmão Claus (Wachendorf, Alemanha) e do Museu Kolumba (Colônia, Alemanha), ambos de autoria desse arquiteto, procurando-se entender o complexo jogo de elementos que constituem a atmosfera de cada um desses lugares. A metodologia aplicada para todo o estudo consiste em análise bibliográfica e documental, usando-se como fontes livros, plantas e material coletado na internet. Além disso, para as análises das obras, contou-se também com a experiência da visitação aos edifícios pela própria autora desta dissertação. Como conclusão, o estudo permite perceber como a arquitetura, expressa por meio de seus objetos edificados, pode estar dotada de todo um arcabouço conceitual e teórico que a valoriza e enriquece a experiência de sua visitação, quando concebida com fins de emocionar o usuário. Trata-se de uma abordagem que utiliza os mesmos elementos de qualquer construção, mas que se diferencia pelos vínculos que demanda com o homem e com o meio em que se implanta. Face aos novos rumos reconhecidos para a arquitetura contemporânea, a contribuição deste estudo está na oportunidade de se compreender essa forma peculiar de relação entre usuário e objeto arquitetônico, identificada por uma visão fenomenológica da arquitetura, bem como de atualizar a bibliografia sobre a temática, ainda escassa nas universidades brasileiras.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1720813 - GEORGE ALEXANDRE FERREIRA DANTAS
Interno - 1149643 - GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
Interno - 1298938 - MAISA FERNANDES DUTRA VELOSO
Externo à Instituição - MARIA DE BETÂNIA UCHOA CAVALCANTI BRENDLE - UFS
Notícia cadastrada em: 10/06/2015 18:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao