Banca de QUALIFICAÇÃO: MÔNICA MARIA FERNANDES DE LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MÔNICA MARIA FERNANDES DE LIMA
DATA: 18/11/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Mini auditório do PPGAU/UFRN
TÍTULO:

A DOBRA QUE REFERENCIA A GEOMETRIA E DESDOBRA A FORMA:  um estudo exploratório da dobra como instrumento de auxílio  à percepção espacial e à concepção do projeto arquitetônico.


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras chaves são: Ensino; Projeto; Dobradura; Percepção Espacial; Concepção Formal.


PÁGINAS: 118
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Arquitetura e Urbanismo
RESUMO:

RESUMO

No ensino universitário contemporâneo, deve-se sobretudo objetivar a aprendizagem como fruto de um processo de construção contínuo, ou seja, de um processo qualitativo, no qual o aprender ocorre através não só de acumulações como também de processos dinâmicos. Portanto, o ensino universitário deve produzir o conhecimento alicerçado no processo de buscas, mas, além disso, considera-se que este conhecimento deve ser adquirido de forma integrada. A presente tese tem como questão inicial a constatação de que parte significativa dos alunos ingressa com dificuldades de percepção espacial nos cursos de Arquitetura e Urbanismo em geral e, em especial no da UFRN, fato que tem dificultado o aprendizado do projeto arquitetônico. Essa problemática deveria ser trabalhada de modo interdisciplinar nas áreas de representação e linguagem e de projeto de arquitetura; no entanto, a atual fragmentação dos conteúdos curriculares dificulta esta integração, em especial no que diz respeito à geometria descritiva e as disciplinas iniciais de projeto. Assim, para a otimização da relação ensino/aprendizagem, defende-se que tal assunto deveria ser visto de maneira integrada, associando o ensino de geometria ao de projeto, e usando métodos/técnicas condizentes com os avanços contemporâneos na área.  Decidiu-se, então, buscar caminhos que pudessem facilitar o desenvolvimento da percepção espacial e formal dos alunos. Diante deste quadro, tem-se como objeto de estudo o potencial da utilização da geometria e mais particularmente das técnicas de dobraduras como instrumento de auxílio à percepção espacial e à concepção formal no projeto arquitetônico no primeiro ano do curso de arquitetura e urbanismo. Parte-se da seguinte hipótese: sendo a dobra um dos instrumentos da geometria aplicada capaz de promover a percepção espacial e a concepção formal nas atividades projetuais do aluno, a aplicação de exercícios fundamentados na dobra para alunos do primeiro ano do curso de AU, será útil para melhorar seu desempenho nas disciplinas de projeto de arquitetura. Tem-se como objetivo geral demonstrar o potencial das técnicas de dobraduras como contribuição às atividades projetuais do primeiro ano do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFRN.  Para subsidiar o referido objetivo estabeleceram-se dois objetivos específicos: 1. Verificar a eficácia da utilização de técnicas de dobraduras no desenvolvimento da percepção espacial, e 2. Verificar a eficácia da utilização de técnicas de dobraduras no desenvolvimento da concepção formal de objetos arquitetônicos. Serão utilizados os seguintes procedimentos metodológicos: aplicação das técnicas Paper Folding, um instrumento que utiliza dobraduras feitas em um papel quadrado que é perfurado; Surface Development, técnica que se baseia na imaginação e/ou visualização de uma dobradura a partir da planificação de um objeto; Origami, uma técnica de dobradura que otimizaria o processo de ensino/aprendizagem, através da manipulação de papéis, e Tessallation, dobra que cria padrões de repetição que podem ser utilizados na concepção formal.  As referidas técnicas serão exploradas em quatro oficinas, com exercícios aplicados a alunos de primeiro ano. Assim poderão ser testados mecanismos que melhorem a percepção espacial e potencializem os processos criativos dos alunos ingressantes. Trabalhando-se com uma metodologia que permita desenvolver estas duas vertentes, acredita-se contribuir para o avanço das áreas de representação e linguagem e de projeto de arquitetura.

 

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1149643 - GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
Interno - 1345114 - JOSE CLEWTON DO NASCIMENTO
Presidente - 1298938 - MAISA FERNANDES DUTRA VELOSO
Externo à Instituição - RAFAEL ANTONIO CUNHA PERRONE - UPM
Notícia cadastrada em: 20/10/2014 12:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao