Banca de DEFESA: ADRIELE DE MORAIS NUNES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ADRIELE DE MORAIS NUNES
DATA : 23/09/2022
HORA: 08:00
LOCAL: Remota
TÍTULO:

EFEITOS DE INTERVENÇÕES FISIOTERAPÊUTICAS RESPIRATÓRIAS NA MECÂNICA PULMONAR, PARÂMETROS VITAIS E DOR EM RECÉM NASCIDOS: REVISÃO SISTEMÁTICA


PALAVRAS-CHAVES:

Recém-nascido, Fisioterapia, Mecânica Respiratória


PÁGINAS: 85
RESUMO:

Objetivo: Avaliar os efeitos da fisioterapia respiratória convencional e não convencional, na mecânica pulmonar, parâmetros vitais e dor em recém-nascidos admitidos na unidade de terapia intensiva neonatal. Desenho: Trata-se de uma revisão sistemática elaborada de acordo com a Plataforma Internacional de Registro de Ensaios; PRISMA, itens de relatório preferidos para revisões sistemáticas e meta-análises. Estratégias de busca: As buscas foram realizadas nas bases de dados PubMed, LILACS, SciELO, Science Direct, Cochrane Central e Web of Science. Critérios de elegibilidade e seleção dos estudos: Foram incluídos ensaios clínicos randomizados que apresentaram avaliação sobre aspectos como: sincronia toracoabdominal, volumes e capacidades pulmonares, parâmetros vitais, desconforto respiratório e dor em recém-nascidos com idade entre 1 hora e 28 dias admitidos em unidades de terapia intensiva neonatal. Extração e Síntese dos dados: Dois revisores (AMN e ATCS) examinaram, de forma independente, os títulos e resumos dos resultados de pesquisa, codificaram como elegível ou potencialmente elegível/não claro e avaliaram o risco de viés usando os domínios da escala PEDro. A análise foi realizada de forma descritiva, apresentando média, desvio padrão, mediana e quartis quando disponíveis pelos estudos. Resultados: Foram encontrados 5334 artigos e 4 foram incluídos. Dos quatro estudos incluídos, dois relataram aumento importante na Saturação Periférica de Oxigênio, após ambas as técnicas de fisioterapia respiratória. Um reduziu a Frequência Respiratória, um aumentou a frequência cardíaca e nenhuma técnica, convencional ou não convencional, promoveu dor. Conclusão: Tanto a fisioterapia respiratória convencional quanto a fisioterapia respiratória não convencional, apresentaram efeitos positivos nos parâmetros vitais e dor de recém nascidos admitidos em unidades de terapia intensiva neonatal. Vale ressaltar que a falta de estudos dificultam uma análise sobre os dados da mecânica respiratória, assim como a heterogeneidade dos resultados dos estudos incluídos dificultou a elaboração de uma metanálise.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2966742 - KAROLINNE SOUZA MONTEIRO
Interna - 2211046 - LUCIEN PERONI GUALDI
Externa à Instituição - ANA TEREZA DO NASCIMENTO SALES FIGUEIREDO FERNANDES
Notícia cadastrada em: 20/09/2022 08:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao