Banca de QUALIFICAÇÃO: VIVIANE TAVARES BEZERRA NOBREGA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VIVIANE TAVARES BEZERRA NOBREGA
DATA : 18/03/2019
HORA: 09:00
LOCAL: FACISA/UFRN
TÍTULO:

Especialização Hemisférica: uma análise do treino de alcance e preensão em pacientes pós-AVC


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chaves: Acidente vascular cerebral; lateralidade funcional; reabilitação; aprendizagem motora.


PÁGINAS: 40
RESUMO:

Introdução: O conceito de que cada hemisfério cerebral é especializado para funções particulares de controle do movimento já é um consenso na literatura. Lesões cerebrais unilaterais que comprometem o hemisfério esquerdo trazem condições clínicas diferentes daquelas que comprometem o hemisfério direito. As atividades funcionais como apontar e alcançar objetos, têm sido utilizadas para avaliar o desempenho motor em indivíduos com sequelas neurológicas. O movimento de alcance é tido como um componente muito importante para o movimento humano, o qual requer a coordenação de vários segmentos do membro superior para que o mesmo seja desempenhado. O objetivo desse estudo foi analisar, através de instrumentos clínicos, se os pacientes com lesão no hemisfério direito diferem dos pacientes com lesão hemisférica à esquerda para o movimento de alcance e preensão. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional simples cego, realizado com pacientes que tiveram AVC há mais de seis meses e de comprometimento unilateral. Foram selecionados quinze pacientes (nove com lesões à direita e seis com lesões à esquerda) que foram avaliados nos movimentos de alcance e preensão bilateral através dos instrumentos Box and Block test (BBT), o Action Research Arm Test (ARAT), e a escala de alcance (REACH). Resultados: Na avaliação intragrupo verificou diferença estatística apenas na dinamometria para o hemisfério direito e esquerdo com p-valor 0,04 e 0,01, respectivamente. Na escala de alcance REACH-Alvo Distante foi encontrado diferença no hemisfério esquerdo com p=0,008. A avaliação intergrupos mostrou que houve diferença nas escalas BBT para o hemisfério direito lado sadio versus hemisfério esquerdo lado acometido com p=0,03. No REACH-Alvo distante para o hemisfério direito lado sadio versus hemisfério esquerdo lado acometido com p-valor 0,01; O ARAT apresentou diferença no hemisfério direito lado sadio versos hemisfério esquerdo lado acometido com um p-valor de 0,04, e na dinamometria para o hemisfério direito lado sadio versus hemisfério esquerdo lado acometido com p-valor 0,003, e para o hemisfério direito lado acometido versus hemisfério esquerdo lado acometido apresentando p-valor 0,03. Foi realizada a correlação entre as escalas utilizadas onde foi encontrada uma correlação alta entre os instrumentos REACH- alvo distante e dinamometria (rs=0,71), e uma correlação muito alta com a escala REACH-alvo distante e REACH-alvo próximo (rs=0,91).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2682777 - ROBERTA DE OLIVEIRA CACHO
Interna - 2211046 - LUCIEN PERONI GUALDI
Interna - 3885543 - SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
Notícia cadastrada em: 07/03/2019 07:51
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao