PPGCREAB publica estudo pioneiro sobre Chikungunya na Revista Scientific Reports

Até o ano de 2016 a América Latina viveu uma pandemia de arboviroses incluindo o vírus da chikungunya. Estudos epidemiológicos apontam que algo em torno de 60% dos pacientes que tiveram chikungunya cursam com poliartralgia crônica perdurando até 6 anos após a fase aguda da doença. Os cadernos de manejo clínico do Ministério da Saúde preconizam tratamento de reabilitação para esses pacientes, porém, as condutas são simplesmente o uso do gelo e exercícios leves. Observando essa lacuna de ação da fisioterapia no processo de reabilitação do paciente com chikungunya em sua fase crônica, o discente Edson Silva-Filho, sob a supervisão dos docentes Dr. Rodrigo Pegado e Dr. Ênio Cacho, desenvolveu, em sua dissertação de mestrado no PPGCREAB, um ensaio clínico utilizando estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) anódica na área motora primária desses pacientes. Os resultados foram surpreendentes. Houve melhora da dor e da funcionalidade dos pacientes submetidos a terapia.  A ETCC é uma técnica não invasiva, de baixo custo e de mínimos efeitos adversos que pode ser utilizada para melhora da dor crônica e aumento de performance física. O fisioterapeuta e o médico são os profissionais habilitados no Brasil para aplicar a técnica em ambiente clínico. O resultado do estudo, foi publicado essa semana na revista Scientific Reports, revista do grupo Nature e pode ser acessado gratuitamente no link abaixo:

https://www.nature.com/articles/s41598-018-34514-4

 
Notícia cadastrada em: 01/11/2018 09:23
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao