Banca de DEFESA: FELIPE HEYLAN NOGUEIRA DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FELIPE HEYLAN NOGUEIRA DE SOUZA
DATA : 24/04/2018
HORA: 08:00
LOCAL: Sala 1- Gepe HUAB
TÍTULO:

Efeitos da Dupla Tarefa em Variabilidades de Marchas em Idosos


PALAVRAS-CHAVES:

Marcha, Idosos, Cognição, Dupla Tarefa


PÁGINAS: 34
RESUMO:

Objetivo: Investigar a deterioração da marcha em diferentes condições associadas ao planejamento cognitivo em idosos saudáveis. Métodos: Trate-se de um estudo transversal, do qual fizeram parte 17 idosas do sexo feminino, entre 60 e 75 anos (66,00 ±4,67). Os indivíduos foram descritos clinicamente por meio dos seguintes instrumentos: Índice de Marcha Dinâmica, Escala de Equilíbrio de Berg, Mine Exame do Estado Mental e a Prova Cognitiva de Leganés. O protocolo experimental constou em realizar as três tarefas cognitivas do Stroop test - Palavra (Pal), Cor (Co) e Palavra-Cor (Pal-Co) - em quatro condições de marcha: marcha em esteira (ME), marcha no solo sem perturbações (MS), marcha no solo com perturbações em linha reta (MSPR), e marcha no solo no oito (MS8). Cada tarefa foi executada três vezes, com duração de 20 segundos e intervalos de três minutos.  A ICM foi avaliada pelo índice de co-contração muscular (ICCm), número de passos (NP), cadência (Ca) e Velocidade (VL). O ICCm foi coletado por meio de eletrodos de superfície e um eletromiografo de 8 canais, juntamente com sensores de pressão na esteira ergométrica para a ME e sensores fixados em palmilhas na marcha em solo, que sincronizaram os ciclos da marcha (apoio e oscilação). Foi analisada a normalidade dos dados e utilizado o ANOVA one-way e correlação de Pearson por meio do software SPSS 2.0. Resultados: As tarefas cognitivas do Stroop test apresentaram uma deterioração no score final do teste, apresentando um efeito significativo da redução do número de Palavras e no número de Cores (p<0,05) em todas as condições quando comparadas a ME (Pal 33,78 ±6,31; Co 23,19 ±5,78) sobre MS (Pal 26,76 ±6,59; Co 16,84 ±5,55), MS8 (Pal 25,72 ±6,53; Co 15,17 ±5,76) e MSPR (Pal 22,94 ±7,22; Co 16,11 ±6,00), já para a Palavra-Cor houve efeito significativo na redução no número de itens (p<0,05) apenas quando comparadas as situações ME (13,58 ±3,16) com MSPR (9,88 ±3,50) e MS8 (9,84 ±3,50). Quando comparado o custo da tarefa Stroop nos passos e cadência das diferentes condições de marcha, foi observada uma mudança significativa na sua variabilidade de marcha do habitual para mais lenta (p<0,05), entretanto apenas as situações MS x MSPR e MSPR x MS8 não demonstraram haver essas diferenças (p>0,05), já a cadência não houve significância nas situações ME x Marcha Normal, MS x MSPR, MS8 x MS e MSPR (p>0,05). A análise de correlação revelou haver relação significativa e positiva entre passos e cadencia com a tarefa Stroop, apenas na situação de MS8 com número de Cores (r=0,549; p=0,022; r=0,561; p=0,019). Conclusão: Os achados sugerem que a tarefa cognitiva durante as variabilidades de marcha foram alteradas, sofrendo um impacto negativo a medida que a carga era aumentada, e que os padrões de variabilidade de marcha produziram medidas diferentes nos passos e cadência sendo maior visualizadas apenas entre as atividades com giro.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1716016 - ENIO WALKER AZEVEDO CACHO
Interno - 2132107 - NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
Externo à Instituição - LEONARDO PETRUS DA SILVA PAZ - UnB
Notícia cadastrada em: 16/04/2018 10:46
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao