Banca de DEFESA: KAREN SABÓIA ARAGÃO E SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KAREN SABÓIA ARAGÃO E SILVA
DATA : 10/02/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Natal/RN
TÍTULO:

 

INDICADORES COMO FERRAMENTA DE AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DE UM SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DE UM SERVIÇO DE HEMOTERAPIA


PALAVRAS-CHAVES:

Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde. Qualidade da Assistência à Saúde.  Avaliação em Saúde. Serviço de Hemoterapia.


PÁGINAS: 85
RESUMO:

Introdução: A Política Nacional de Sangue, Componentes e Hemoderivados foi instituída para garantir que o Brasil fosse autossuficiente no setor da hemoterapia, sendo executada e implementada pelo Sistema Nacional de Sangue, Componentes e Derivados. A hemorrede do estado do Ceará foi concebida para assistir à população, em todas as regiões, disponibilizando sangue e hemocomponentes dentro das especificações técnicas da ANVISA, de acordo com a Política Nacional do Sangue preconizada pelo Ministério da Saúde. A melhoria contínua dos processos é um objetivo fundamental em qualquer sistema de qualidade. Para a avaliação do Sistema de Gestão da Qualidade a análise dos indicadores faz parte dos processos de segurança no uso do sangue. Justifica-se a realização desse estudo dada a importância em utilizar os indicadores como ferramentas de avaliação de um Sistema de gestão da Qualidade (SGQ). Esta pesquisa torna-se relevante pelo fato de que seus produtos resultantes culminarão na melhoria da qualidade, impactando no monitoramento, planejamento e gerenciamento contínuo dos processos, contribuindo na tomada de decisão e aprimoramento profissional. Objetivo: Analisar a percepção dos colaboradores em um centro de hematologia e hemoterapia de um município do nordeste brasileiro acerca da aplicabilidade de um sistema de indicadores (INDICAH) como ferramenta para o gerenciamento do Sistema de Gestão da Qualidade. Metodologia: Estudo exploratório-descritivo com abordagem qualitativa, com participação de 23 trabalhadores lotados na instituição do estudo no período de fevereiro a abril de 2020. Para a coleta dos dados, utilizou-se da técnica de grupo focal. Extraiu-se quatro categorias das narrativas: Compreensão profissional quanto aos indicadores de qualidade; Dificuldades relacionadas aos indicadores; Estratégias para melhoria do sistema de indicadores de qualidade e Utilidade dos indicadores na prática. A interpretação das categorias ocorreu mediante análise temática de Bardin. As falas gravadas nos grupos focais foram transcritas para documento Word, em seguida, foram inseridas no software Atlas-ti, versão 8.4.24.0, que favoreceu a codificação dos dados e a organização em categorias e subcategorias. Resultados: O estudo permitiu compreender a percepção da equipe de trabalhadores em relação à aplicabilidade do Sistema INDICAH como ferramenta de gestão de qualidade no HEMOCE. Conclusão: Estes achados contribuem para o planejamento de estratégias para melhoria da gestão de qualidade por meio do uso de indicadores, tais como melhor comunicação, relação setorial, maior divulgação dos indicadores e formas de conquistar o doador moldados de acordo com as necessidades locais.


 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 9350807 - ELIANE SANTOS CAVALCANTE
Interna - 2374850 - THAIZA TEIXEIRA XAVIER NOBRE
Interna - 784.321.701-00 - VIVIANE PEIXOTO DOS SANTOS PENNAFORT - EBSERH
Externa ao Programa - 1056859 - VERBENA SANTOS ARAUJO
Externo à Instituição - FERNANDA MARIA CHIANCA DA SILVA - UFPB
Notícia cadastrada em: 25/01/2021 14:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao