Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO FELIPE DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FRANCISCO FELIPE DA SILVA
DATA : 23/10/2017
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Reuniões da PROAD
TÍTULO:

Análise da eficiência do gasto público em ações e serviços de saúde nas capitais brasileiras.


PALAVRAS-CHAVES:

Eficiência; Gasto Público; Saúde; Capitais Brasileiras; DEA.


PÁGINAS: 64
RESUMO:

Esta pesquisa objetiva mensurar e explicar a eficiência econômica do gasto com ações e serviços públicos de saúde (ASPS) realizado pelas capitais das vinte sete Unidades Federativas do Brasil, no período de 2006 a 2015. Para tanto, os dados financeiros do gasto na função de governo saúde, referente a cada capital, foram coletados por meio do sistema de Finanças do Brasil (FINBRA) da Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Por sua vez, os dados sociais, econômicos e populacionais foram obtidos das bases estatísticas do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do Sistema de Acompanhamento dos Conselhos de Saúde (SIACS), Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Para tratamento e análise dos dados, a pesquisa utiliza no primeiro estágio o método de Análise Envoltória de Dados (DEA) orientado para produtos. A decisão entre o modelo de retorno de escala constante (CCR) ou variável (BCC) levará em consideração as características dos dados e os resultados dos testes de correlação entre eles. Para tanto, são considerados como inputs os gastos per capita empenhados na função de governo saúde, e como outputs são considerados os quantitativos per capita de: famílias cadastradas pelo Programa de Saúde da Família, vacinações, internações, procedimentos ambulatoriais, equipamentos, estabelecimentos de saúde, leitos, médicos, outros profissionais da saúde (exceto médicos) e inverso da taxa de mortalidade infantil. No segundo estágio da pesquisa, utiliza-se da análise de regressão por Mínimos Quadrados Ordinários (MQO) utilizando dados em painel com efeitos fixos, tendo como variável dependente os escores de eficiência encontrados no primeiro estágio e como variáveis independentes: tamanho da população, IDH Educação, nível de escolaridade e a idade do gestor, número de membros do Conselho Municipal de Saúde, percentual da população assistida com abastecimento de água, PIB per capita, taxa de urbanização, percentual da população beneficiada com esgotamento sanitário e região geográfica onde cada capital está localizada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149391 - ANAILSON MARCIO GOMES
Interno - 3220688 - ALEXANDRO BARBOSA
Externo à Instituição - WENNER GLAUCIO LOPES LUCENA - UFPB
Notícia cadastrada em: 16/10/2017 14:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao