Banca de DEFESA: ARTUR CRISTIANO PAULINO PEREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ARTUR CRISTIANO PAULINO PEREIRA
DATA : 26/08/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Sala virtual
TÍTULO:

INFLUÊNCIA DA RAZÃO DE EQUIVALÊNCIA NA COMBUSTÃO E NO EMPUXO GERADO POR SCRAMJET EM VOO ATMOSFÉRICO A MACH 5,8 E 20 KM DE ALTITUDE


PALAVRAS-CHAVES:

Combustão supersônica, scramjet, ignição hidrogênio


PÁGINAS: 122
RESUMO:

Avaliou-se a capacidade de geração de empuxo de um veículo aeroespacial integrado a scramjet a partir da combustão de hidrogênio e ar atmosférico em velocidade supersônica, para voo a 20 km de altitude e velocidade de 1709,6 m/s, correspondente ao número de Mach 5,8. Utilizou-se método teórico-analítico, considerando-se regime estacionário. A Primeira Lei da Termodinâmica, sem e com reação baseada na entalpia de formação, foi utilizada para determinação das propriedades termodinâmicas do escoamento. Obtiveram-se correlações entre a razão de equivalência e a temperatura da mistura ar - combustível, velocidade da mistura, e temperatura dos gases de exaustão após a combustão. Consideraramse duas condições de combustão: à pressão constante e com área transversal constante da câmara de combustão. Determinaram-se a temperatura e a velocidade após o processo de expansão dos gases provenientes da combustão para cada uma das condições. Assumiu-se velocidade de mistura igual a 1152 m/s para ambas condições, resultando, no caso à pressão constante, em uma razão de equivalência variando entre 0,648 e 0,774, enquanto a temperatura da mistura variou entre 876 K e 856 K quando prefixou-se a temperatura de combustão variando de 2400 K a 2600 K. Considerando-se essa faixa de razão de equivalência, foram obtidos impulso específico médio de 4049,7 s e empuxo específico positivo variando entre 760,8 N/kg e 879,3 N/kg de ar. No caso com área constante da câmara de combustão, a razão de equivalência foi limitada ao valor máximo de 0,139 devido ao efeito do estrangulamento térmico, obtendo-se empuxo específico e impulso específico máximos iguais a 195,5 N/kg de ar e 4914 s, respectivamente. Comparam-se os dois casos considerando-se o intervalo para razão de equivalência variando entre 0 e 0,139, obtendo-se empuxo específico e impulso específico cerca de 3,3 % maior no caso com área constante, com a desvantagem de a temperatura alcançar valor 19,2 % maior do que no caso com combustão à pressão constante. Concluiu-se que o scramjet é capaz de gerar empuxo nas condições de voo estabelecidas para ambos os casos, desde que no caso com área constante seja respeitado o limite máximo para razão de equivalência.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1235107 - GEORGE SANTOS MARINHO
Interno - 2524058 - DOUGLAS DO NASCIMENTO SILVA
Interno - 738.408.158-00 - PAULO GILBERTO DE PAULA TORO - ITA
Externo à Instituição - JOÃO FELIPE DE ARAÚJO MARTOS - UFSM
Notícia cadastrada em: 23/08/2021 15:46
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao