Banca de DEFESA: BRUNA RAFAELA MARTINS DOS SANTOS - (Retificação)

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: BRUNA RAFAELA MARTINS DOS SANTOS

DATA: 17/03/2011

HORA: 00:00

LOCAL: Auditório do Departamento de Odontologia

TÍTULO:

Análise imuno-histoquímica de proteínas relacionadas às respostas Th1, Th2 e Th17 na doença periodontal.


PALAVRAS-CHAVES:

Inflamação, gengivite crônica.


PÁGINAS: 160

GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde

ÁREA: Odontologia

SUBÁREA: Clínica Odontológica

RESUMO:

A doença periodontal é uma condição inflamatória de caráter infeccioso, caracterizada pela destruição dos tecidos de proteção e sustentação dentários, face à resposta produzida pelo hospedeiro frente às agressões sofridas pelos microrganismos. Vários fatores estão envolvidos nesse processo, sendo as citocinas as principais moléculas reguladoras dessa resposta imune, desempenhando um papel protetor e/ou destrutivo na progressão da lesão. Diante disso, este experimento investigou a expressão imuno-histoquímica de IFN-y, GATA-3, IL-17, IL-23, IL-6 e TGF-y em tecidos gengivais de humanos, na tentativa de se obter um maior entendimento da participação das respostas imunes Th1, Th2 e Th17 no desenvolvimento destes processos patológicos. Para tanto, oitenta e duas amostras de tecidos gengivais foram subdivididas em três grupos: Grupo 1=15 (amostras de tecido gengival saudável-controle), Grupo 2=36 (amostras com gengivite crônica) e Grupo 3=31 (amostras com periodontite crônica). Todos os casos foram submetidos à análise morfológica a partir de cortes corados em hematoxilina e eosina e, posteriormente, submetidas à técnica de coloração pela imuno-histoquímica  através do método da Estreptoavidina-Biotina. Os resultados mostraram positividade de marcação para todas as proteínas, sendo observada uma maior tendência de marcação para as citocinas das respostas Th1 e Th17 no grupo 3. Diferença estatisticamente significativa foi verificada entre a expressão de TGF-beta e a condição clínica das amostras (p=0,02). Assim, podemos concluir que as respostas Th1 e Th17 podem atuar sinergicamente no processo destrutivo dos tecidos periodontais, sobrepondo-se à resposta Th2 que também se encontrou presente nestes tecidos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 350484 - ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS
Interno - 350485 - HEBEL CAVALCANTI GALVAO
Interno - 1298808 - MARCIA CRISTINA DA COSTA MIGUEL
Externo à Instituição - JANAINA CAVALCANTE LEMOS - UnP
Externo à Instituição - SIMONE SOUZA LOBAO VERAS BARROS - UFPI
Notícia cadastrada em: 11/04/2011 14:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao