Banca de DEFESA: DÁUREA ADÍLIA CÓBE SENA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DÁUREA ADÍLIA CÓBE SENA
DATA : 22/02/2018
HORA: 14:30
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA DA UFRN
TÍTULO:

ANÁLISE COMPARATIVA DA IMUNOEXPRESSÃO DE OCT4 E CD44 EM CARCINOMA EPIDERMOIDE DE LÁBIO INFERIOR E QUEILITE ACTÍNICA.


PALAVRAS-CHAVES:

Carcinogênese; Carcinoma epidermoide de lábio inferior; Queilite actínica; Imuno-histoquímica; OCT4; CD44.

 


PÁGINAS: 52
RESUMO:

 

O processo de carcinogênese é caracterizado pela transformação de uma célula normal em uma célula maligna, devido a alterações genéticas cumulativas, influenciadas pela predisposição genética do paciente, bem como por fatores ambientais. Em lábio inferior, a exposição à radiação UV apresenta-se como principal fator etiológico associado ao desenvolvimento de Carcinomas epidermoides e Queilites actínicas, sendo estas últimas consideradas como lesões com potencial para transformação maligna. Pela teoria do modelo hierárquico na carcinogênese, o desenvolvimento, crescimento e metástase do câncer são guiados por uma pequena população de células-tronco tumorais, com capacidade de multipotência e auto-renovação. Alguns marcadores como CD44 e OCT4 têm sido utilizados com o objetivo de identificar estas células e fornecer informações acerca do diagnóstico e prognóstico em Carcinomas epidermoides de diversas localizações. O objetivo deste estudo foi avaliar comparativamente a expressão do OCT4 e do CD44 em 40  casos de Carcinoma epidermoide de lábio inferior (CELI) e 40 de  Queilite actínica (QA)  sendo analisadas as características ciínicopatológicas e a imunoexpressão destas proteínas. A expressão de OCT4 e CD44 foi avaliada de forma semi-quantitativa através do percentual de células epiteliais positivas (PP) e da intensidade da expressão (IE),resultando na pontuação de imunomarcação total(PIT) que variou de 0 a 7.. A imunoexpressão do OCT4 revelou-se tanto nuclear quanto citoplasmática para a maioria dos casos de QA e CELI, enquanto para o CD44, esta apresentou-se membranar. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre a imunoexpressão de OCT4 e CD44 e parâmetros clinicopatológicos, exceto para metástase linfonodal em que foi observada diminuição da expressão de OCT4 no cório tumoral dos casos com metástase linfonodal. Foi evidenciada  correlação negativa e estatisticamente significativa entre a imunoexpressão destes marcadores em região de cório tumoral. Também, foi verificada  diminuição da expressão do CD44 nos casos de CELI quando comparados aos de QA. Os resultados da presente pesquisa sugerem maior participação destas proteínas em estágios iniciais da carcinogênese. Além disso, o desequilíbrio da imunoexpressão do OCT4 e CD44 em cório tumoral sugere a presença de diferentes  subpopulações de células neoplásicas com fenótipo de pluripotência  distinto, associadas  aos diferentes graus de diferenciação celular .


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JAMILE MARINHO BEZERRA DE OLIVEIRA MOURA - UERN
Interno - 344668 - LEAO PEREIRA PINTO
Presidente - 346077 - LELIA BATISTA DE SOUZA
Notícia cadastrada em: 09/02/2018 14:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao