Projeto Pedagógico do Curso

Ao egresso do Curso de Educação Física, na modalidade de Bacharelado, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, deverá ser assegurado uma formação generalista, de natureza humanística e crítica, que seja qualificadora de sua intervenção acadêmico-profissional, fundamentada no rigor científico, na reflexão filosófica e na conduta ética.
Assim, o graduado em Educação Física (bacharel) deverá estar qualificado para planejar, sistematizar, executar e avaliar as intervenções técnico-científicas de sua área de atuação
profissional em seus diferentes cenários, trabalhando tais intervenções na relação Atividade Física, Saúde e Qualidade de Vida, tendo o ser humano em movimento como objeto de estudo e de trabalho, nos espaços dos clubes, das academias, dos centros comunitários, hospitais, hotéis, fábricas, entre outros, intervindo “acadêmica e profissionalmente por meio das diferentes manifestações e expressões do movimento humano, visando a formação, a ampliação e o enriquecimento cultural das pessoas, para aumentar as possibilidades de adoção de um estilo de vida fisicamente ativo e saudável”.

Nenhum conteúdo disponível até o momento

Assim, as competências conduzem o profissional Bacharel em Educação Física a estar apto
a:
a) empenhar esforços que visem por meio de sua práxis, a aquisição, manutenção e
realibilitação da saúde de seus semelhantes, abrangendo todas as fases do crescimento e do
desenvolvimento do ser humano;
b) analisar criticamente a realidade social para nela intervir de forma acadêmicoprofissional
por meio das diferentes manifestações e expressões da cultura corporal, com vista à
formação das pessoas, observando as suas peculiaridades, necessidades e potencialidades,
possibilitando-as por meio de sua intervenção a adoção de estilos de vida saudáveis, que
contribuam para a saúde e a conseqüente melhoria da qualidade de vida;
c) dominar os conhecimentos conceituais, procedimentais e atitudinais específicos da
Educação Física, bem como aqueles advindos das ciências afins, orientados por valores sociais,
morais, éticos e estéticos próprios de uma sociedade plural e democrática;
d) conhecer, dominar, produzir, selecionar e avaliar os efeitos da aplicação de diferentes
técnicas, instrumentos, equipamentos, procedimentos e metodologias para a produção e intervenção
acadêmico-profissional em Educação Física no campo da promoção da saúde, da educação, da
formação cultural, do rendimento físico-esportivo, do lazer e da gestão de empreendimentos
relacionados às atividades físicas, recreativas e esportivas;
e) reconhecer a necessidade de acompanhar as transformações acadêmico-científicas
da Educação Física e áreas afins, buscando atualização, aprofundamentos e análises dos
conhecimentos construídos com o propósito da formação continuada lato sensu e stricto sensu.

A dimensão metodológica do presente projeto pedagógico se caracteriza por contemplar o princípio da flexibilização na estrutura curricular, assegurando a indissociabilidade teoria-prática, em que a prática como componente curricular se insere no contexto programático das diferentes disciplinas, adequando-se as peculiaridades destas, sendo isso viabilizado por meio de oficinas, laboratórios, seminários e aproveitamento das experiências vivenciadas pelo aluno, permitindo a aplicabilidade dos conhecimentos construídos no desenvolvimento de seu processo formativo.

Neste sentido, o presente projeto procura assegurar a articulação do processo ensinoaprendizagem
tendo a prática curricular como componente importante para a construção do conhecimento e sua relação com a prática profissional, sendo previsto o mínimo de 420 horas ou 28 créditos distribuídos dentre as disciplinas obrigatórias para as duas modalidades (licenciatura e Bacharelado). Essa distribuição está contemplada no cadastro de disciplinas que acompanha o presente projeto.

Outro fator que a dimensão metodológica está contemplando, caracteriza-se em oportunizar o desenvolvimento do estágio ao longo da formação, levando os alunos ao campo de atuação profissional a partir do V (quinto) semestre letivo das duas modalidades de formação (licenciatura e bacharelado), indo até o último semestre, constituindo-se dos estágios I, II, III, e IV, em que no primeiro o aluno estará fazendo observações, tomando contato inicial com a realidade de seu campo profissional e assim, fazendo uma leitura e reflexão crítica dessa realidade em relação a aplicação metodológica dos fundamentos assimilados ao longo dos quatro semestre cursados; no segundo estágio tem-se a co-participação do aluno no planejamento e na formulação dos planos de ação, bem como a participação nas atividades com o supervisor de estágio; no terceiro e quarto estágio se
tem a atuação do aluno no campo de estágio, planejando, desenvolvendo e avaliando a prática do estágio em conjunto com seu respectivo supervisão e/ou equipe de trabalho envolvida nos estágios.

No que tange os estágios da modalidade licenciatura, seu campo de desenvolvimento está circunscrito no âmbito escolar, especialmente no tocante ao processo ensino-aprendizagem da disciplina educação física como componente curricular que está inserido no projeto políticopedagógico das escolas. Quanto à modalidade de bacharelado, os campos de estágios que serão contemplados remetem para os clubes, academias, instituições públicas e privadas que ofereçam oportunidades e tenham profissionais de educação física em seus quadros para serem supervisores de estágio.

Constitui-se também parte desta dimensão metodológica, a inclusão na estrutura curricular de 200 horas que podem ser aproveitadas pelo aluno com atividades advindas das experiências acadêmicas, científicas e culturais, dando oportunidade para agregar essa carga horária ao seu processo de formação, mediante regulamentação a ser definida pelo colegiado do curso.

A dimensão metodológica se configura, ainda, na articulação que se estabelece no desenvolvimento do processo formativo com os pilares do ensino, da pesquisa e da extensão, trabalhados desde o início do curso, seja envolvendo os alunos em projetos de pesquisa e de extensão desenvolvidos no âmbito da UFRN, seja por assegurar ao aluno de ambas as modalidades (licenciatura e bacharelado) uma relação com o processo de pesquisa e da extensão no contexto das disciplinas cursadas.

Nenhum conteúdo disponível até o momento

O modelo de gestão curricular será desenvolvido pelo Núcleo Docente Estruturante (NDE) e a coordenação do curso sendo a função do colegiado a deliberação da demandas proposta pelo NDE e coordenação , adotando o planejamento estratégico como princípio norteador das ações necessárias à concretização dos objetivos propostos no Projeto Pedagógico do Bacharelado do Curso de Educação Física, definindo-se também como estratégia fundamental a ser trabalhada pelo Departamento de Educação Física, a qualificação de docentes, por meio de cursos de atualização e da formação continuada “stricto sensu”, visando à melhoria da qualidade das atividades acadêmicas e a assimilação dos pressupostos teórico-metodológicos norteadores do projeto pedagógico.

É preciso compreender que a avaliação do projeto pedagógico deverá contemplar o desenvolvimento do pensamento crítico que privilegie a auto-avaliação por parte da comunidade envolvida – professores, alunos e funcionários, em que os instrumentos mais indicados não serão aqueles que vêm de fora, mas sim os construídos em colaboração com todos os que estão em volta do projeto pedagógico.

O acompanhamento e a avaliação do Projeto Pedagógico do Curso de Educação Física será realizado pelo NDE, designada pelo colegiado do curso, a qual terá a finalidade de promover os devidos ajustes, planejar ações que favoreçam uma implantação sustentável, assessorando e analisado os programas das disciplinas e das atividades acadêmicas, desenvolvendo pesquisas sobre a formação em ambas as modalidades para que se tenha um “feed-back” para o processo formativo.

Baixar Arquivo
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2018 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao